OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

CPFL descobre sete mil gatos de energia na região

Cidades

FRANCISCO LIMA NETO REGIÃO | 12/07/2018-21:55:37 Atualizado em 12/07/2018-22:04:49
Hugo Arce | Fotos Públicas
'GATOS' | Ligações clandestinas foram encontradas na região; CPFL Paulista tem intensificado buscas

A CPFL Paulista descobriu 7.031 gatos e fraudes de energia na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Os dados são referentes ao primeiro semestre desse ano nas cidades de Campinas, Sumaré, Hortolândia, Ameri cana, Valinhos e Itatiba. No mesmo período do ano passado foram 6.719 casos, o que representa um aumento de 4,64%.
Em Campinas, as irregularidades subiram de 5.900 para 6.256, em Sumaré de 206 para 379, Valinhos de 44 para 48. Na contramão, Hortolândia reduziu de 358 para 265, Americana de 154 para 58 e Itatiba de 57 para 25.
A empresa informou que intensificou a fiscalização contra fraudes e furtos de energia na região. A cidade de Campinas foi a que registrou o maior número de irregularidades identificadas, seguida por Sumaré.
De acordo com a companhia, o resultado é fruto da maior assertividade do trabalho desenvolvido pela Diretoria Comercial do Grupo, que vem adotando novas tecnologias e aplicando mais inteligência em seus processos de monitoramento e análise.
Segundo o diretor comercial da CPFL Energia, Roberto Sartori, os investimentos em inteligência no monitoramento têm sido um grande aliado na identificação das fraudes e furtos de energia nas redes da distribuidora. "A integração com os órgãos públicos e autoridades policiais também tem sido fundamental nessas operações que visam o combate às ligações clandestinas. Todas essas ações possibilitaram a identificação de um número maior de irregularidades na rede em 2018", afirma o Sartori. 
CRIME
Pedro de Aro, gerente de serviços comerciais da CPFL Energia, explicou que os gatos são ligações irregulares para o furto de energia. "Há ainda pessoas que possuem ligação regular, mas adulteram ou fraudam seus medidores, outro tipo de roubo de energia", disse.
As fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal e a pena pode variar de um a quatro anos de detenção. Além disso, para os fraudadores também são cobrados os valores retroativos referentes ao período em que ocorreu o roubo, acrescidos de multa.
Segundo ele, tanto a ligação irregular quanto a adulteração do medidor são as formas mais comuns de fraudes e furtos. de energia.
Ele explicou que não há um perfil predominante entre os fraudadores, ocorrendo tanto em comércios quanto em residências. "Há registros de fraudes e furtos em todos os tipos de regiões, desde as periféricas até bairro de classe média e alta. Nas regiões periféricas, o número de ocorrências pode ser maior. No entanto, o volume de energia furtada tende a ser maior nas regiões mais ricas", contou.
RISCOS
O gerente ressaltou que as práticas colocam a vida do fraudador em risco. "Pessoas não habilitadas que tentam manipular o medidor de energia ou realizar ligação direta na rede elétrica correm o risco de choque e acidentes graves, que podem ser fatais", alertou.
Além disso, as ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível às interrupções no fornecimento de energia. "Vale destacar que as ligações irregulares representarem menos de 2% no total de perdas de energia das distribuidoras da CPFL Energia. Esse resultado é fruto da intensificação da fiscalização, que visa diminuir ainda mais este índice.
A empresa destaca que as irregularidades tornam as contas de luz mais cara para todos os consumidores. "Isso ocorre porque a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) reconhece nas chamadas 'perdas comerciais', como são denominados os furtos e as fraudes no jargão do setor elétrico, uma parcela do prejuízo da distribuidora com o valor da energia furtada e dos custos para identificar e coibir as irregularidades.