OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

O SUS e o Diclofenaco

A sua opinião

Douglas S. Nogueira | Técnico de Manutenção e Planejamento - 26/06/2018-21:09:10 Atualizado em 26/06/2018-21:13:55

O sistema da saúde pública brasileira todos sabem, sempre foi um verdadeiro caos. Médicos despreparados, displicentes e alheios à saúde do povo, atendimentos tardios e superficiais, medicamentos inferiores aos receitados em convênios particulares, enfim, diversos fatores que transformaram o SUS (Sistema único de Saúde) nos últimos anos, em algo desrespeitado por toda a sociedade brasileira.
Ao dirigir-se ao médico, a pessoa leva em sua mente o desejo de ser bem atendida, talvez quem sabe submeter-se a exames para assim sanar o seu problema, mas infelizmente no SUS não realiza tal desejo, o indivíduo (a) é tratado como peça de carne de um açougue e logicamente por esse motivo, os médicos da saúde pública são tidos como açougueiros.
Açougueiros? Por que? Pelo fato de que olham para a pessoa muitas vezes totalmente displicentes, com ar de desprezo e sem vontade alguma, e como um açougueiro que trata a carne como algo simples, omitem exames e receitam apenas um medicamento, o diclofenaco. Problema no estômago? Diclofenaco! Infecções crônicas? Diclofenaco! Problema cardíaco? Diclofenaco! Bursite? Diclofenaco! Problema na articulação? Diclofenaco! Cistos? Diclofenaco! Diclofenaco, diclofenaco, diclofenaco... o que é isso?
Isso nada mais é do que um grande desrespeito e nojo do ser humano, o SUS deveria ser exterminado e recomeçado do zero e os médicos voltarem urgente as respectivas faculdades que vieram, refletindo então na grande falta de profissionalismo e ética que apresentam. Todos sabem que o diclofenaco é um excelente medicamento para inflamações, somente para esse fim e não como é receitado pelos displicentes médicos do SUS, a todo caso, momento e a qualquer hora.
Espera-se que com o novo governo federal que aí está, o SUS possa refazer-se apresentando profissionais gabaritados, médicos, enfermeiras, recepcionistas entre outros, além é claro dos fatores fundamentais a vontade de trabalhar e o respeito para com a saúde do povo brasileiro.