OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

Que venha o 'freguês' México

Esportes

FOLHAPRESS RÚSSIA | 27/06/2018-20:56:19 Atualizado em 27/06/2018-20:54:16

O Brasil confirmou sua vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo com a vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia, ontem, em Moscou. Os gols brasileiros foram marcados por Paulinho e Thiago Silva.
A equipe de Neymar se classificou na primeira colocação do Grupo E, com 7 pontos, e encara na próxima fase o México, segundo colocado do Grupo F. No outro jogo da chave brasileira, Suíça e Costa Rica empataram em 2 a 2 e os suíços, com 5 pontos, vão para as oitavas enfrentar a Suécia.
Adversário do Brasil nas oitavas, o México nunca venceu o Brasil em Copas do Mundo. Foram quatro confrontos até hoje, com três vitórias brasileiras e um empate.
Os triunfos da seleção brasileira aconteceram nos Mundiais de 1950 (4 a 0), 1954 (5 a 0) e 1962 (2 a 0). O empate foi justamente na última Copa, realizada no Brasil, em jogo que terminou 0 a 0.
O JOGO
Para vencer os sérvios nesta quarta, Tite contou mais uma vez com a boa participação de Philippe Coutinho.
Foi do camisa 11 o belo passe para que Paulinho abrisse o placar no primeiro tempo, com um toque por cima do goleiro Stojkovic. Com a assistência, Coutinho já participou diretamente de três dos cinco gols brasileiros na Copa (dois gols e uma assistência).
No segundo tempo, Thiago Silva, que evitou um gol certo dos sérvios, fechou o placar. O zagueiro subiu mais alto que a defesa sérvia para marcar o segundo do Brasil no jogo, o primeiro dele no Mundial.
Melhor da seleção brasileira na Copa do Mundo até agora, Philippe Coutinho foi mais uma vez decisivo. Antes de assumir o comando da seleção, Tite já declarava sua admiração pelo atleta e dizia que tinha muita vontade de comandá-lo um dia.
Com oito gols marcados até agora, é o terceiro maior artilheiro da equipe desde a chegada do novo técnico, em 2016 - está atrás de Neymar e Gabriel Jesus, que fizeram dez cada um.
Foi a primeira assistência de Coutinho na Copa. Nos outros dois jogos, marcou dois gols e pegou para ele o papel de protagonista da equipe.