OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

DAE aposta em barragem no Rio Piracicaba para garantir captação na seca

Cidades

RODRIGO PEREIRA AMERICANA | 12/06/2018-22:58:28 Atualizado em 12/06/2018-22:49:41
Divulgação | DAE
ESTAÇÃO DE CAPTAÇÃO | Gasto previsto é de R$ 2,3 milhões

O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana contratou uma empresa para criação de uma barragem de água para elevar o nível do Rio Piracicaba. Segundo a autarquia, a medida será tomada para garantir que a redução no volume do manancial não afete a captação de água, em vista de "severas estiagens" ocorridas em anos anteriores.
A homologação do contrato foi publicada ontem. A empresa KGP Construtora Ltda vai receber R$ 2,3 milhões para fornecer mão de obra, materiais e equipamentos para a obra, que será feita próximo ao limite da cidade com Limeira, próximo à empresa Suzano e à estação de captação de água. O prazo previsto para encerrar os serviços é de seis meses.
Em anos anteriores, o DAE realizava enrocamentos para buscar elevar o nível do rio em época de seca. Trata-se de um procedimento no qual é feita uma barragem temporária, com pedras.
"Tendo em vista que o enrocamento se desfaz e perde sua eficiência em pouco tempo, foi projetada uma barragem definitiva, seguindo todas as normas de construção vigentes, que garantirá o nível necessário e a segurança no processo de captação de água, mesmo nas épocas de estiagem", informou a autarquia.
O departamento ressaltou que o projetos e as interferências previstas foram aprovados pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo) e demais órgãos ambientais competentes.
ELEVAÇÃO
Conforme projeto, a barragem garantirá a cota mínima necessária para o funcionamento das bombas no ponto de captação, com elevação mínima de 1 metro em época de estiagem. No ponto da barragem, a elevação em vazão média será de 44 centímetros acima das condições atuais, acrescentou o DAE.