OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

GRIPE

Fogo Cruzado

07/06/2018-22:53:13 Atualizado em 07/06/2018-23:09:21

A sessão da Câmara de Americana de ontem acabou mais cedo do que o usual. Nem todos quiseram utilizar o tempo de direito para fazerem seus discursos. O presidente da Casa, Alfredo Ondas (MDB) até fez piada por isso. "Os vereadores não querem falar muito nesse final de sessão. Deve ser a gripe que pegou pelo menos cinco vereadores", brincou. Na sequência ele atualizou o número para seis, já que Pedro Peol (PV) levantou a mão para indicar que ele também estava gripado.
 
OMAR OU DIEGO?
Ao aprovarem projeto que prevê a devolução de dinheiro que a Prefeitura de Americana recebeu do governo do Estado e não aplicou de forma correta, boa parte dos vereadores de Americana fizeram questão de observar que a gerência (ou ingerência, no caso) dos recursos não foi culpa do prefeito Omar Najar (MDB), mas sim do então prefeito Diego De Nadai (PTB). Sem citar nomes, os vereadores atribuíram ao governo Diego "qualidades" como desgoverno, incompetência e irresponsabilidade. "(A obra para qual seria destinada a verba)não foi concluída pois eu saí da prefeitura. Se eu continuasse eu acabaria essa obra! É um erro devolver esse recurso, deveria é pedir ao Estado para dar continuidade à obra. O Zanaga precisa de melhoria na saúde!", rebateu Diego.
PACIENTES 'EXPORTADOS'
Outro projeto aprovado elevou o valor da subvenção que a prefeitura paga todo mês ao Hospital Seara. Os vereadores destacaram a importância do trabalho do hospital e criticaram prefeitos da região que "exportam" pacientes para o hospital da cidade e não ajudam com a manutenção da unidade. A subvenção atual é de R$ R$ 68 mil por mês e, com a aprovação do projeto, passará a ser de R$ 89,9 mil por mês.
R$ 2 MILHÕES AO MÊS
O discurso dos vereadores pode ser bonito, mas não passa de mera falácia. Enquanto usam seus microfones para alardear os erros do passado e criticar prefeitos que não colaboram financeiramente parece que se esquecem que eles custam uma enorme fortuna todo mês para os cofres públicos. Esquecem ou se fazem de desconhecedores que a Câmara custa para a população de Americana o absurdo de mais de R$ 2 milhões por mês. Isso mesmo: R$ 2 milhões por mês! Incrivelmente, "festejam" o aumento da subvenção de R$ 22 mil por mês para um hospital.
MANDATO NO FINAL
O mandato do presidente Alfredo Ondas está no fim. Resta a ele cinco meses à frente da Casa, que custa à população mais de R$ 2 milhões por mês. Se ele não fez nada até agora para reduzir drasticamente esse absurdo, não será agora, na reta final, que fará. Portanto, entrará para a história como mais um presidente que passou. Em dezembro, um novo será eleito. Caberá a este novo presidente a escolha de ser apenas mais um, como tem sido doutor Ondas ou se fará a diferença na vida das pessoas. A título de exemplo, apenas, a Câmara gasta cerca de R$ 60 mil por mês pagando aluguel do prédio. A título de comparação, quando Omar Najar assumiu o governo, a Prefeitura gastava mais de R$ 300 mil com aluguéis. Hoje, esse custo não passa de R$ 120 mil. Os vereadores têm com quem aprender, basta ter vontade.