OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

Coreia pode dominar o mundo nos próximos ano e será na Gastronomia

Clube Gourmet

Texto |Jucimara Lima Fotos | Divulgação | 29/06/2018-20:54:06 Atualizado em 29/06/2018-21:38:53

Sabe aquele tipo de criança que desde pequena já sabe responder a famosa pergunta "o que vai ser quando crescer" com precisão independente da origem de onde vem? O chef Carlos Rocha era desses. Desde muito cedo cozinhava na fazenda da família, localizada no sertão alagoano em uma pequena cidade chamada Santana do Ipanema e desde menino sabia: seria cozinheiro. Aos 16 anos, foi embora da cidade para iniciar sua formação primeiro em Gastronomia pela UniNassau (Universidade Maurício de Nassau), depois em Nutrição pela UFAL (Universidade Federal de Alagoas) e finalmente a especialização em Gastronomia Funcional pela FAMESP (Faculdade Método de São Paulo). Em 2016 viajou para a Coreia do Sul pela primeira vez à convite de um cliente, que estava montando um resort na famosa Ilha de Jeju, no extremo sul do país. A proposta era fazer um trabalho de pesquisa e criação de um cadárpio brasileiro adaptado para o coreano, unindo as duas gastronomias. Deu certo! Tanto que, ele voltou para o país recentemente, agora para residir um tempo em Seul, com objetivo de gravar um documentário para uma famosa TV de lá. Além disto, atualmente o chef faz um trabalho de exportação de café e açaí brasileiro, tudo a ver com o tipo de linha que ele sempre teve em sua carreira, baseada na culinária funcional com visão na saúde e bem estar do indivíduo, agora com o acréscimo da milenar sabedoria e medicina oriental.
Para conhecer a Culinária Coreana
E já que é para perder o preconceito e se familiarizar com os sabores coreanos o chef Carlos Rocha nos cedeu duas receitas básicas e imperdíveis. Veja!
Bibimpap ( Risoto coreano com picadinho e legumes)
INGREDIENTES
Picadinho:
300g de contra file picadinho
2 colheres de sopa de açucar demerara
1 colher de sopa de oléo de gergelim
2 colheres de sopa de shoyo
1 colher de sopa de gergelim branco
1 xicara de vinho tinto seco
Arroz:
2 xicaras de arroz cateto integral
1 pedaço de beterraba descascada
Agua quanto baste
Legumes:
1 xicara de cenoura em tirinhas
1 xicara de abobrinha em tirinhas
1 xicara de cogumelos shimeji
1 xicara de broto de feijão ( moiachi)
2 colheres de cebolinha picada
1 ovo
Coco ralado não adocicado
MODO DE PREPARO
Picadinho:
Junte todos os ingredientes até envolver toda a carne e leve ao fogo até dourar, reserve.
Arroz:
Cozinhe o arroz até ficar ligadinho e bem cozido.
Legumes e ovo:
Refogue rapidamente cada um legume separado um do outro.
Reserve para usar na montagem ( atenção, não usar sal ou oléo no preparo dos legumes )
Montagem:
Em uma tigela ou prato fundo faça a base com arroz e acrescente os lumegumes e a carne separadamente e finalize com o ovo e o coco ralado e a cebolinha picada.
UtensÍlios para preparo:
1 wook ( panela estilo frigideira mais funda e arredondada)
Colheres e pegadores de silicone ou madeira
Colheres de sopa
2 Prato grande razo para mise en place
Cinco mil anos de história
Respeito ao alimento, a natureza e as funções que esse alimento desempenha no organismo, inclusive como remédio. Esses são apenas alguns dos conceitos que o chef brasileiro especialista em gastronomia coreana, trouxe para o seu dia a dia. Algumas técnicas de preparo e modo de servir a comida foram adicionadas a sua personalidade na cozinha e fazem bastante sucesso. Carlos conta, que a comida no oriente é levada muito a sério, afinal, são 5 mil anos de história. Apesar de vasta, com uma infinidade de sabores e muitos ingredientes exóticos - pelo menos ao nosso paladar - a culinária coreana é basicamente composta por arroz, legumes, verduras, frutos do mar e carne de porco. "Eles aproveitam tudo e existe um amor especial pelos frutos do mar, por terem uma vasta costa eles usam bem a pesca e o consumo", explica ele, que justifica a ausência da carne vermelha no dia a dia dos coreanos, especialmente pelo alto valor, já que o kg pode chegar a custar até R$350. Outro ingrediente que faz parte de quase todos os pratos coreanos é a pimenta. Atendendo à pedido do Clube Gourmet, ele listou mais alguns pratos e produtos bastante conhecidos dos coreanos. Confira!
Kimchi - Acelga apimentada e fermentada que serve como acompanhamento de vários pratos, inclusive no café da manhã.
Cochujan - Pasta de pimenta vermelha adocicada, que praticamente só existe na Coreia. Em alguns países é possível encontrar para comprar, mas, a origem é sempre coreana.
Cossari ou Namu - Espécies de verduras colhidas nas montanhas coreanas que são muito consumidas por lá.
Bibipap - Um mix de arroz com vários legumes refogados e alguma carne ou apenas um ovo mole e uma pasta de pimenta chamada por aqui de cochujan. Esse é um dos pratos coreanos mais conhecidos no Ocidente.
Sabor sem fronteiras
De acordo com alguns especialistas a culinária coreana é tendência forte para 2018. Tanto é que o aplicativo Pinterest indicou no início do ano que os pins relativos aos sabores asiáticos aumentaram 222%, segundo relatório de suas redes sociais. Para Carlos, os indicativos não são exatamente uma surpresa. "Eu moro no bairro coreano do Bom Retiro e não é de hoje que tenho atentado para a quantidade de brasileiros que se rendem aos sabores da mesa coreana". Para ele não apenas a gastronomia, mas a cultura coreana tem ido além das fronteiras. "Isso não seria diferente no Brasil", comenta. Sobre o preconceito que o nosso paladar possa a vir a ter sobre os sabores coreanos ele argumenta: "Existe o preconceito com a quantidade de pimenta e alguns pratos mais exóticos, no entanto para quem tem receio eu diria: se renda aos sabores milenares da comida coreana e conheça o mais profundo sabor de uma sopa até a delicadeza de um tofu grelhado com legumes". Para finalizar ele expressa sua vontade e deixa uma dica. "Desejo um Brasil mais coreano e uma Coreia mais brasileira. E se for a Coreia não deixe de experimentar a costela de porco à moda coreana", finaliza.
Serviço
| Instagram: naturalchefcarlosrocha | Face: naturalchefcarlosrocha | Youtube: natural chef Carlos Rocha