OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

Copa de Sabores

Clube Gourmet

Texto |Jucimara Lima Fotos | Divulgação | 15/06/2018-17:16:47 Atualizado em 15/06/2018-21:25:56

A gastronomia do país sede da Copa do Mundo é uma das mais interessantes do mundo. Distinta e com uma imensa variedade de ingredientes e sabores, a culinária russa tem bastante influência social, econômica, histórica e até geográfica. Um de seus pratos mais tradicionais e conhecidos no mundo inteiro é o stroganov, ou, como conhecemos por aqui o strogonoff. Nas adaptações que viajaram o mundo existem versões com frango, porco, jacaré e até vegano. No Brasil, o molho também muda. O creme de leite ganha a companhia de extrato de tomate, páprica, molho inglês ou até ketchup. Na versão russa, apenas cogumelo, cebola e alho.
Assim como o strogonoff, vários pratos típicos russos se espalharam pelo mundo, como o frango à Kiev e a salada russa, enquanto outros ainda são desconhecidos fora de lá.
E já que variedade gastronômica é um marco do país que recebe o maior evento esportivo do mundo do futebol, o Clube Gourmet convida vocês a fazerem uma viagem gastronômica com a gente por alguns dos 32 países que participam da Copa 2018.
ESPANHA
Impossível pensar na gastronomia espanhola e não lembrar da famosa paella, receita feita à base de arroz e frutos do mar. Além dela, outros pratos representam bem o país como Tortilha e Fabada Asturiana, uma espécie de feijoada feita com feijão branco, morcela, chouriço, orelha de porco e toucinho.
México
Um prato que representa bem a gastronomia mexicana é o Guacamole, um alimento bem popular feito com abacate, pimenta, cebola, tomate, dentre outros temperos.
Brasil
A gastronomia brasileira é marcada pela variedade, especialmente por sua cultura de regionalização. Apesar de ser difícil escolher um único prato, diante de tantos, a feijoada representa bem o papel de um prato típico nosso.
Portugal
Com uma dieta mediterrânea, os portugueses consumem muitos peixes, frutos do mar, azeites, azeitonas e legumes. Inegavelmente pratos que representam bem os lusitanos são as sardinhas, o bacalhau e o pastel de nata, conhecido no Brasil como pastel de Belém.
Alemanha
Marcada por pratos robustos, a gastronomia alemã é lembrada pelos ingredientes marcantes como o Bratkartoffeln (cozido feito com batatas e especiarias), Sauerkraut (tradicional chucrute), elaborado a partir da conserva de repolho fermentado e o Eisbein (joelho de porco cozido).
Argentina
Bife de Chorizo, Empanada (foto), parillada, choripan. Itens que representam a culinária dos hermanos não faltam, assim como uma boa medialunas, após cada uma das refeições, ou para acompanhar um café, sem esquecer do reconhecido Dulce de Leche e do Alfajor.
Inglaterra
Uma das comidas mais típicas da Inglaterra é o tradicional prato de peixe com fritas, muito comum e popular. O Roast Beef (foto), ou carne assada também é um exemplo de comida típica da Inglaterra. O tipo de carne utilizada na receita pode variar, mas é comum encontrar este prato feito com porco, pato, cordeiro ou peru.
França
A gastronomia francesa é considerada um patrimônio imaterial da humanidade, então é praticamente impossível eleger um prato que represente todo esse legado. Alguns bem conhecidos por aqui é o Fois Gras (o famoso fígado de ganso), sopa de cebola e o fondue (foto), apenas para citar alguns.
Japão
Tudo bem que na maioria das vezes, quando se pensa em comida japonesa, logo vem à cabeça o sushi e sashimi, mas, também existem outros pratos que representam bem esse país, como o lamem por exemplo, um dos pratos mais populares da terra do sol nascente. Esse da foto é do Kaizen Japonese Food, de Campinas e traz um combinado com macarrão especial acompanhando de shitake, moyashi, kamaboko (massa de peixe) e panceta suína.
Peru
Talvez nada represente melhor a culinária peruana, quando assunto é comida do que o Ceviche. Conhecido mundialmente o prato consiste em peixe cru, cebolas, pimenta, milho roxo e outros ingredientes que podem variar. Esse aí da foto é lá do restaurante especializado Lima Cocina Peruana, de Campinas.
Bélgica
Moules Frites representa uma das maiores delícias da cozinha belga. Trata-se de um prato servido com mexilhões muito bem temperados e uma generosa porção de batatas fritas, que merecem um destaque especial, pois foi aí que elas nasceram e por isso estão presentes na maioria dos pratos típicos do país.
 Coreia do Sul 
A culinária coreana é bastante baseada em arroz, tofu, vegetais, carnes e macarrões. O kimchi é um dos mais conhecidos pratos coreanos. Ele é feito de acelga, repolho, rabanete ou nabo em uma conserva apimentada e é servido com quase todas as refeições.
 Arábia Saudita
Nem só de esfihas e quibes crus se faz uma boa refeição árabe. As famosas especiarias do Oriente fazem toda a diferença desses pratos. O carneiro é o principal animal consumido. Sua carne é assada ou guisada, normalmente recheada e ricamente temperada. A carne de cabrito, a galinha e o peru também são apreciados.
 Nigéria 
A Gastronomia da Nigéria é conhecida pela sua variedade e riqueza, pois eles costumam usar no preparo de seus pratos ervas de diferentes origens que acrescentam sabores aos alimentos. O prato típico da Cozinha nigeriana é a sopa de pimenta que é feita de um molho picante que pode ser feita com pescados ou carne de cabra.
 Austrália
Na terra dos cangurus são pratos típicos: pies (tortas), especialmente as de carne, molho barbecue, barbie (como eles chamam churrasco), geralmente cordeiro, salsinha e peixes, assados na grelha.
 Dinamarca
O feijão-com-arroz dos dinamarqueses é o smørrebrød – um prato frio que consiste basicamente em sanduíches abertos cobertos com peixe, carnes frias, queijos, ovos, salmão defumado, camarão, peixe, hortaliças, ovos, patês (especialmente de fígado) ou diversos tipos de saladas sobre um pão escuro denominado rugbrød.
 Senegal
Sendo o Senegal um país de pesca, o peixe e o marisco costumam ser excelentes e acabam por ocupar um lugar de destaque na dieta alimentar. Também se come alguma carne, principalmente de cordeiro e aves. O arroz, o couscous e os legumes são os acompanhamentos principais.
 Costa Rica
A comida típica da Costa Rica é boa feita de pratos simples e caseiros à base de arroz, feijão, milho, verduras e banana, acompanhado de frango, carne (vaca) ou peixe.
 Polônia
Um almoço típico é normalmente composto de pelo menos três pratos, começando com uma sopa, como barszcz (beterraba) ou zurek (um alimento feito de centeio triturado fermentado), seguido por aperitivos como salmão ou arenque (preparado com creme, óleo ou vinagre), ou patês feitos de vários tipos de carnes, legumes ou peixes. O prato principal pode ser bigos (chucrute com pedaços de carne e lingüiça) ou schabowy (bistecas de porco empanadas).
 Islândia
A culinária da Islândia está baseada no peixe, na carne de carneiro, e nos produtos lácteos, Um dos pratos mais populares é o Þorramatur (Thorramatur; significando "comida do þorri") constituído por diversos pratos diferentes como tubarão podre, escroto de ovelha curado, incluindo testículos, pão de centeio e muito mais.
Sérvia 
A cozinha sérvia conta com muita carne de porco, vaca e carneiro, aves, peixes de rio, vegetais e leguminosas, queijo e pão. É muito popular torrado em churrasco , geralmente cortadas por vezes na forma de hambúrguer ( pljeskavica ) ou o popular cevapcici (uma espécie de almôndega )
Colômbia
Da gastronomia colombiana destacamos o ajiaco (uma sopa com tudo dentro), que leva milho, frango, alcaparras e diferentes tipos de batatas e o famoso “arroz con coco”, feito com leite natural de coco, geralmente servido dentro da cuia do própria coco, acompanhado de outras coisas como patacones (Pedacinhos fritos de banana da terra).
 Uruguai
Os pratos clássicos uruguaianos são muitos divididos com os vizinhos argentinos. Uma característica comum é o tamanho exagerado. Entre os destaques, o chivito (sanduiche composto por carne de vaca, ovo cozinho, tomate, presunto, queijo e tudo mais que a imaginação permitir). O Asado, que é como eles chamam o conjunto de vários cortes de carne, representa e muito o país.
Panamá
No Panamá existe uma grande variedade de pratos típicos. O prato nacional tradicional do Panamá é o sancocho, uma espécie de cozido realizado com diversos tipos de carnes (frango, galinha, porco e vaca) e com variados tubérculos como o inhame, otoe, mandioca, e milho.
Marrocos
Pensou em Marrocos, pensou em cuscuz. As bolinhas de sêmola de trigo, tipo arroz , cozidas ao vapor e que pode ser acompanhado com legumes, carne ou peixe são mundialmente conhecidas.
Tunísia
A gastronomia da tunisiana é muito rica e variada e conta com especialidades de diversas origens. A entrada de uma refeição típica é composta por uma salada de tomate e alface, pepinos com coalhada e um pastel chamado "brik". Em boa parte do litoral costuma-se servir a "chorba", uma sopa de peixe com tomate. Lablabi é uma sopa de grão-de-bico, igualmente popular.
Suíça
Rösti é um prato bem típico suíço feito com batatas, que pode ser servido com espinafre, ovo frito ou legumes, mas o mais comum é com o geschnetzeltes, um cozido de vitela com creme e champignon. Raclette um prato típico à base de queijo, que é aquecido e raspado sobre os pratos também represença bem o país, conhecido pelos irresistíveis chocolates.
Croácia
Os croatas comem muita batata, principalmente assada. Também adoram carnes, sendo geralmente servida carne de porco. Um prato bem tradicional é o Pokolt (um guisado com molho de pimenta vermelha).
Egito
A Culinária Egípcia é muito variada e é baseada, principalmente, nos legumes. O Pão Pita é um importante alimento para eles. Ful (feijão), servido como prato principal, nos cafés da manhã se come no sanduíche de pão com salada. O Kebab (espetos de carne de cordeiro), na brasa também é típico e normalmente, é acompanhado de Kofka (carne moída de carneiro).
Irã
A culinária do Irã pode-se considerar uma mistura diversa de características e estilos culinários provenientes de todas e cada uma de suas províncias e regiões. Muito apreciado na gastronomia desse país é o caviar, conhecido internacionalmente.
Suécia
A culinária da Suécia baseia-se nas carnes e laticínios, peixe. Um dos pratos mais famosos na gastronomia sueca é o Gravlax. É uma especialidade da culinária escandinava, também difundida em outros países, feita de salmão cru marinado durante alguns dias em uma mistura de sal grosso, açúcar e endro ou outros temperos.