OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

Pence cobra mais ação do Brasil e gera mal-estar

Brasil e Mundo

26/06/2018-21:00:53 Atualizado em 26/06/2018-20:58:15
André Crux | Agência Brasil
ENCONTRO | Temer e Pence se reuniram ontem em Brasília

Em meio às tensões causadas pela detenção de 51 crianças brasileiras nos Estados Unidos, o vice-presidente americano, Mike Pence, cobrou maior empenho do Brasil para solucionar a crise migratória no continente e para isolar o regime de Nicolás Maduro na Venezuela.
Em visita a Brasília, Pence aproveitou para fazer uma advertência dura a imigrantes ilegais da América Central, de onde sai a maioria dos imigrantes com destino aos EUA.
"Para as pessoas da América Central, tenho um recado para vocês, do coração: queremos que suas nações prosperem e vocês não arrisquem suas vidas e as de seus filhos tentando vir para os EUA. Se vocês não conseguem vir legalmente, não venham; cuidem de suas crianças e construam suas vidas em seus países de origem."
Em declaração à imprensa após encontro com Temer e almoço no Itamaraty, Pence afirmou que o governo americano está trabalhando para reunir as famílias, entre elas, "as famílias brasileiras que foram pegas nessa onde de imigração ilegal".
Desde que foi implementada a política de tolerância zero com imigração ilegal pelo governo Trump, mais de 2.300 crianças foram detidas, separadas de suas famílias.
O tom de Pence causou mal-estar entre integrantes do governo brasileiro, que não esperavam cobranças na declaração à imprensa, mas, sim, promessas de pronta resolução do problema das crianças brasileiras.
O americano afirmou que todos os países do hemisfério precisam ajudar a garantir a estabilidade de países vizinhos aos Estados unidos.
Pence se reunirá com os presidentes de Guatemala, Honduras e El Salvador amanhã, na Guatemala. O vice-presidente americano elogiou a atuação do Brasil em relação à Venezuela, mas também aproveitou para fazer cobranças.
"Obrigado pelo apoio com a recepção de mais de 50 mil venezuelanos e por enfrentar o regime Maduro e ser um parceiro dos Estados Unidos", disse Pence. Os EUA pressionam o Brasil a adotar sanções contra a Venezuela. Mas, após a declaração, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, reiterou que o Brasil apenas adota sanções de forma multilateral.
| FOLHAPRESS