OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

Americana confirma surto

Cidades

BETO SILVAAMERICANA | 29/05/2018-22:45:52 Atualizado em 30/05/2018-00:20:35
Divulgação | Prefeitura de Anmericana
ENTREVISTA | Arnaldo Gouveia confirma óbitos na cidade

Americana vive um surto de febre maculosa. A confirmação foi dada ontem pelo infectologista Arnaldo Gouveia Júnior. A Secretaria de Saúde de Americana recebeu a confirmação do Instituto Adolfo Lutz para febre maculosa dos exames de cinco pacientes que faleceram recentemente com diagnóstico suspeito. Outras duas mortes ainda seguem aguardando resultado de análise laboratorial.
Na avaliação do médico "o fato é inédito e incomum", uma vez que os casos se concentraram em um curto período de tempo. O levantamento da Vigilância Epidemiológica do município indicou que quatro dos casos estão relacionados com o mesmo local provável de infecção, à margem do Rio Piracicaba, nas imediações do Museu do Salto Grande. O outro caso tem um pesqueiro em Nova Odessa como local de contágio.
O Programa de Vigilância e Controle de Carrapatos e Escorpiões, órgão da Unidade de Vigilância em Saúde já havia informado que as margens do Rio Piracicaba, em toda a extensão do município, são consideradas áreas de risco. A Vigilância pede para que as pessoas não frequentem o local, sob risco de contraírem a doença.
Além das margens do rio, outros locais também são considerados de risco, inclusive há placas de advertência alertando as pessoas para não adentrarem nessas áreas.
De janeiro deste ano até o mês de maio, Americana registrou 13 casos suspeitos de febre maculosa. Desse total, cinco casos foram confirmados, três casos tiveram resultado negativo e cinco continuam aguardando o resultado da amostra.
Os cinco casos recentes confirmados são: um homem de 23 anos, morador do Jardim São Paulo, que teve como local provável de infecção um pesqueiro em Nova Odessa, um homem de 53 anos, morador do bairro São Vito, um morador do bairro Vila Bela, de 60 anos e dois moradores do bairro Antônio Zanaga, sendo um de 59 anos e o outro de 65 anos.
Os quatro estiveram às margens do Rio Piracicaba nas proximidades do Museu do Salto Grande durante pescaria.