OK
Close

EM FAMÍLIA

Fogo Cruzado

03/04/2018-23:01:09 Atualizado em 03/04/2018-22:57:55

Emílio (foto) e Marcelo Odebrecht assinaram em conjunto uma nota divulgada internamente para os funcionários da empreiteira da família nesta terça. O movimento foi visto por diretores e funcionários da empresa como uma evidência de que pai e filho podem estar se reaproximando. Eles estão rompidos desde que Marcelo foi preso, em 2015. A relação piorou depois que Emílio retomou o comando da empresa e a estratégia de defesa na Operação Lava Jato.
EM FAMÍLIA II
O texto da nota afirma que o grupo e Marcelo, "ao contrário de especulações, têm como objetivo comum a preservação e o fortalecimento das empresas do Grupo Odebrecht". Apesar da iniciativa, pai e filho ainda não se encontraram desde que Marcelo deixou a prisão.
PRAZOS ELEITORAIS
Terminam nesta semana dois prazos decisivos para candidatos às eleições deste ano. Deputados federais e estaduais que desejam mudar de partido têm até meia-noite desta sexta-feira (6) para fazer a troca dentro da chamada janela partidária, sem risco de perda do mandato. Já no sábado termina o prazo para renúncia de governadores, prefeitos, ministros e secretários que vão disputar outros cargos.
Esse é o caso do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), pré-candidato à Presidência, do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (MDB), que também pretende disputar a Presidência, e do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), pré-candidato ao governo do estado.
PRAZOS ELEITORAIS II
Para aqueles que pretendem disputar a reeleição, como o presidente Michel Temer (MDB) e o vice-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), a desincompatibilização não é necessária. Porém, a partir de 7 de julho, três meses antes do primeiro turno das eleições, fica vedado aos agentes públicos cujos cargos estejam em disputa realizar propaganda e publicidade institucional de obras e serviços, por exemplo, e fazer pronunciamentos em rádio e televisão fora do horário eleitoral gratuito.
PRAZOS ELEITORAIS III
Deputados federais e estaduais não precisam abrir mão do mandato para disputar a reeleição ou concorrer a outros cargos, caso do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), pré-candidato à Presidência. Também termina no dia 7 de abril o prazo para filiação a partidos, para que as siglas que pretendem disputar as eleições registrem seus estatutos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e para que os candidatos tenham domicílio eleitoral no território em que pretendem concorrer.
CANDIDATOS DE SI
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, filiou-se ao MDB nesta terça ainda sem a certeza de que será o candidato do partido ao Planalto, mas fez questão de tentar se manter no jogo. O projeto eleitoral do ministro está sendo asfixiado pelo desejo do presidente Michel Temer de concorrer à reeleição. Ambos, na verdade, são candiatos de si mesmos, não têm apoio nem apoio de quase ninguém.