OK

Copyright TodoDia Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito do TodoDia Online.

Close

Protesto em Gaza tem um palestino morto e mais de 200 feridos

Brasil e Mundo

13/04/2018-15:43:40 Atualizado em 13/04/2018-15:44:11

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)
Um protesto reuniu milhares de palestinos na fronteira entre Gaza e Israel nesta sexta-feira (13). Forças israelenses reagiram com tiros aos pneus e bandeiras queimadas pelos manifestantes, matando uma palestina de 28 anos e ferindo 163.
Com isso, chega a 31 o número de manifestantes palestinos mortos em duas semanas, desde que os protestos contra o bloqueio a Gaza começaram, em 30 de março. Nenhum israelense foi morto.
Palestinos jogaram pedras e queimaram pneus próximos ao muro que divide os territórios, onde atiradores israelenses estavam posicionados. Alguns na multidão jogaram coquetéis molotov e explosivos e tentar cruzar para Israel, segundo o Exército israelense.
Um porta-voz do Exército disse que as tropas foram confrontadas pelos manifestantes e responderam "com meios de dispersão de distúrbios e também atirando de acordo com as regras de engajamento".
As marchas são organizadas pelo Hamas, que capitaliza com a insatisfação da população que vive com fronteiras fechadas entre Israel e Egito desde 2007.
“Queremos viver como qualquer outra pessoa do mundo", afirmou Omar Hamada 37, desempregado. "Viemos aqui para que o mundo nos veja e saiba que a vida aqui é miserável e que deve haver uma solução."
Organizadores dos protestos prometem estendê-los até 15 maio, somando seis semanas de atos. Esse dia coincide com a comemoração palestina dos 70 anos da "Nakba", ou catástrofe, quando centenas de palestinos foram deslocados em meio à violência que culminou na guerra entre o então recém-criado Estado de Israel e seus vizinhos árabes, em maio de 1948.

Comentários