OK
Close

Rio Branco terá o jogo da vida contra o Barretos

Esportes

fernando piva americana | 06/03/2018-22:26:14 Atualizado em 06/03/2018-22:22:07
Arquivo | TODODIA Imagem
cobrou | Dado Salau cobrou postura aguerrida dos jogadores

Na noite desta quarta-feira o Rio Branco colocará a sua história em campo. Sem poder perder pontos, o Tigre enfrentará o forte time do Barretos, em partida válida pela 16ª rodada Série A3 do Campeonato Paulista. A "final" será no Estádio Décio Vitta e terá início às 19 horas.
Em 104 anos de fundação, este é o pior momento vivido pelo time de Americana. Com 11 pontos conquistados, o Rio Branco está na 17ª posição na tabela de classificação, amargando uma das seis vagas destinadas aos times que cairão para a quarta divisão do futebol paulista, o que jamais aconteceu na história do clube.
O Barretos, por sua vez, está na sexta colocação, com 24 pontos conquistados, na briga por uma das oito vagas para a próxima fase da Série A3.
SEM OPÇÕES
Para o Rio Branco, somente a vitória interessa. Desde 2012, todos os times que ocuparam a 14ª colocação ao final das 19 rodadas da Série A3, somaram 25 ou mais pontos. Faltando cinco jogos - contando com o duelo desta quarta-feira -, estão em disputa 15 pontos, ou seja, o Tigre precisa vencer todas as partidas. Com isso, o time de Americana chegaria os 26 pontos e atingiria a média necessária para escapar do descenso. Caso contrário, o Tigre estará virtualmente rebaixado.
"Talvez este seja o jogo mais importante da história do Rio Branco. A expectativa é pela vitória, caso contrário o pior vai acontecer", afirmou o diretor de futebol do Rio Branco, Dado Salau, em entrevista a Rádio Brasil SBO, que aproveitou para demonstrar toda a esperança que ele, enquanto dirigente, tem no elenco e informar que todos os esforços estão concentrados em tirar o time desta situação.
"Espero que todos estejam motivados para a partida. Boto muita fé em nosso grupo de jogadores e acredito que eles conseguirão reverter. Fora de campo estamos fazendo de tudo para conseguir apoio e vejo todos engajados para tirar o Rio Branco desta situação", finalizou.
TUDO OU NADA
Há duas semanas no cargo de treinador, Willian Sander recebeu a missão de tirar o Rio Branco da situação dramática em que se encontra. Mesmo sem ter participado da montagem do elenco e sem ter tido tempo para treinar variações táticas com o grupo, o treinador lançará a campo um time reformulado, inclusive com novo esquema tático: 3-5-2.
Com a volta de Bernardi ao time titular, o treinador optou por escalar o time com três zagueiros. Deste modo, a trinca defensiva será formada por Bernardi, William Carneiro e Alemão. Os laterais Pablo e Hugo jogarão como alas, dando sustentação ao meio-campo formado por Gaúcho, Bismarck e Frank, que desempenhará nova função nesta formação.
"Já joguei assim ano passado, durante a Copa Paulista e isso não é um problema. E independente da posição, estamos aqui para ajudar e tirar o Rio Branco dessa posição", disse Frank.
No ataque, Willia Sander dará a primeira oportunidade como titular para Rafael Sena, que formará a dupla de ataque com o centroavante Ítalo.
DISPENSADOS
A diretoria do Rio Branco anunciou, nesta terça-feira, 6, que Duduzinho, Goiano, Keitá e Reinaldo não fazem mais parte dos planos da atual comissão técnica. De acordo com Dado Salau, não houve problemas extracampo para a determinação.
"Foi uma decisão entre diretoria e comissão técnica, de maneira conjunta. Fiz questão de falar com cada um dos atletas e tudo está sendo tratado da melhor maneira possível. Alguns possuem contrato até o final do ano e estamos negociando a forma de resolver essas questões", disse o diretor de futebol do Tigre.