OK
Close

DAE NA PAUTA

Fogo Cruzado

13/03/2018-22:21:05 Atualizado em 13/03/2018-22:18:16

Os vereadores de Americana estão sendo convidados para uma reunião na Prefeitura nesta quarta-feira, 14, às 15 horas. Dela, deve participar o diretor geral do Departamento de Água e Esgoto (DAE), Carlos César Gimenez Zappia. O teor do encontro não foi revelado, mas sabe-se que o responsável pela autarquia vem elaborando vasta documentação que tem o objetivo de expor aos parlamentares - e tentar convencê-los - da situação das redes de água e esgoto da cidade, da situação financeira da autarquia e das reais condições de investimentos no setor.

ANDOU RÁPIDO
Quem adiantou que os estudos vinham sendo feitos foi o líder do prefeito na Câmara, o vereador Rafael Macris (PSDB). Ele, contudo, não tinha dado prazo para que o assunto fosse abordado na Casa de Leis, já que se tratava de um estudo complexo. Ao que parece, porém, o processo foi acelerado. A se confirmar o tema da reunião, pode estar mais próxima do que muitos imaginam a nova tentativa de alterar a Lei Orgânica do Município (LOM) para abrir brecha para uma eventual privatização da autarquia.

SERIA UMA UBS
A saúde de Americana está na mira do vereador Odir Demarchi (PR). Depois de ver seu projeto para estipular prazos de atendimento para consulta, exames e cirurgias ser rejeitado pela Câmara em segunda discussão, o parlamentar agora quer saber sobre uma obra do setor que está em nítido estado de abandono. Trata-se de uma construção no Jardim dos Lírios que deveria abrigar uma unidade básica de saúde (UBS) para o bairro. O projeto foi iniciado ainda no governo do ex-prefeito Diego De Nadai (PTB) e não seguiu em frente.
CENTRO DIVIDIDO
Em conversa com senadores tucanos, o governador Geraldo Alckmin (SP), pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, demonstrou preocupação com a pulverização de candidaturas de centro. Os votos do eleitorado de centro-direita podem ser disputados por ele com nomes como o senador Álvaro Dias (Pode-PR), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ou um candidato do governo. O MDB ainda estuda se o presidente Michel Temer disputará a reeleição ou se a legenda lançará um outro nome para concorrer ao cargo e defender o legado governista.
CENTRO DIVIDIDO II
No encontro, o governador paulista apresentou o cenário nacional de alianças e apenas a parceria com o PPS foi dada como certa. O PSDB busca ainda firmar acordo com um antigo aliado, o DEM, a quem pretende oferecer o cargo de vice.
Esse cenário é dificultado pelo fato de o Democratas ter lançado na semana passada o nome de Maia como pré-candidato. Contudo, tucanos ainda veem com desconfiança a disputa de Maia ao Palácio do Planalto. Uma possibilidade é que ele desista de concorrer ao cargo e tente reeleição à Câmara.