OK
Close

PASSE DESEMPREGO

Fogo Cruzado

07/03/2018-22:26:09 Atualizado em 07/03/2018-22:30:16

Um projeto que pode render polêmica retorna à pauta da Câmara Municipal de Americana nesta quinta-feira. A proposta, do vereador Vagner Malheiros (PDT), pretende criar o "Passe Livre Desempregado". O debate vai opor, de um lado, os que veem alcance social no benefício e, de outro, os que consideram o possível impacto na tarifa a ser paga pelos demais passageiros.
PASSE DESEMPREGO II
Para passar, o projeto vai precisar do apoio de dois terços do plenário, ou seja, de 13 votos. Em meio a críticas frequentes ao serviço prestado pela permissionária do serviço de transporte coletivo da cidade na Casa, resta saber como os vereadores vão se posicionar.
MAIS UM NÃO
Por unanimidade, o TRF-4 negou nesta quarta-feira um pedido da defesa do ex-presidente Lula para suspender uma decisão do juiz federal Sérgio Moro. A 8ª Turma confirmou decisão liminar proferida pelo desembargador federal João Pedro Gebran Neto em dezembro do ano passado.
MAIS UM NÃO II
Em 1ª instância, Sérgio Moro havia autorizado o espelhamento de material ligado ao Sistema Drousys, da Odebrecht, encaminhado pela autoridade suíça em ação penal que atribui supostas propinas da empreiteira ao petista. O Drousys é o sistema de informática para comunicação do setor de propinas da Odebrecht.
MAIS UM NÃO III
A defesa de Lula alegava que a prova teria sido juntada depois do encerramento da instrução penal e que não poderia ter sido admitida documentação nova para exame pericial. Os advogados afirmavam também que não tiveram acesso à integralidade do sistema.
CANDIDATO DE SI
Em visita oficial a Nova York, onde se encontra com investidores, Henrique Meirelles diz que tomará até o final do mês uma decisão sobre sua candidatura ao Planalto e que a escolha do partido vai depender de seu alinhamento com sua "visão de modernização do país" - ele vai decidir entre seu partido, o PSD, e o governista MDB. Com traço nas pesquisas e sem partido definido, Meirelles vem sendo chamado nos círculos palacianos de "autocandidato".
MUITO NORMAL
O ministro da Fazenda também disse que a quebra do sigilo bancário do presidente Michel Temer determinada nesta semana não cria embaraços numa eventual campanha pelo MDB por ser "parte normal de uma investigação que será esclarecida".
MUITO NORMAL II
Meirelles também disse não ver como possibilidade a formação de chapa com o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, que esteve em Washington anunciando sua campanha, e que "é normal" que haja mais de um candidato do centro.