OK
Close

Projeto apoia micros e pequenos

TODODIA Express

05/04/2018-19:35:58 Atualizado em 05/04/2018-19:31:50
Rodrigo Marques | Divulgação
COM O SEBRAE| Programa Morungaba Empreendedora traça as primeiras metas de atuação

A população de Morungaba passou a contar com a "Sala do Empreendedor" em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). A inauguração foi realizada no início de março, no Paço Municipal, e reuniu autoridades locais e representantes do Sebrae e da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).
Este foi o primeiro passo do programa "Morungaba Empreendedora" que visa ações como o "Polo de Confecção" que tem a intenção de capacitar, integrar e potencializar o trabalho de costureiras da cidade.
O Sebrae em breve também integrará Morungaba ao sistema on line "Via Rápida Empresa", além de trazer cursos voltados ao empreendedorismo, como o de Fluxo de Caixa, palestras sobre Custos e Despesas, Desenvolvimento de Página das Redes Sociais, Oficinas de Ganho e Mercado, dentre outras atividades.
A Sala do Empreendedor é o local para orientações aos empreendedores e já está instalada em um local cedido pela Prefeitura. Um local em que os empreendedores poderão se informar sobre as vantagens e os benefícios de sair da informalidade de forma a desburocratizar o processo de abertura de empresas.
Os interessados podem obter toda a orientação gratuita para se tornar um MEI (Microempreendedor Individual), dono de um negócio legalizado, com CNPJ, previdência e assessoria do Sebrae.
O trabalhador conhecido como informal pode se tornar um Microempreendedor Individual legalizado e passar a ter CNPJ, o que facilitará a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais.
Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar hoje até R$ 81.000,00 por ano ou R$ 6.750,00 por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba o salário-mínimo ou o piso da categoria.
O MEI tem direito aos benefícios previdenciários, como auxílio-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria, entre outros.
COM O SEBRAE
O prefeito de Morungaba Marquinho Oliveira recebeu recentemente o gerente da regional de Jundiaí do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Thiago Farias, e o analista de cultura empreendedora da instituição, Marcelo Duarte, para planejar as ações e as etapas do programa "Morungaba Empreendedora".
A entidade também pretende integrar Morungaba ao sistema on line "Via Rápida Empresa", além de trazer cursos voltados ao empreendedorismo, como o de Fluxo de Caixa, palestras sobre Custos e Despesas, Desenvolvimento de Página das Redes Sociais, Oficinas de Ganho e Mercado, dentre outras atividades.
"Isto vem complementar um trabalho iniciado pela prefeitura em prol ao desenvolvimento do setor de costura, potencializando o trabalho de um grupo que já ultrapassa 40 profissionais", explica o agente de desenvolvimento no município, Carlos Boaventura.
Segundo o prefeito Marquinho, a grande novidade é a "Sala do Empreendedor" que deverá ser inaugurada já no mês de março no Paço Municipal.
"A Sala do Empreendedor é o local para orientações aos empreendedores e será instalada em um local cedido pela prefeitura. Um local em que os empreendedores poderão se informar sobre as vantagens e os benefícios de sair da informalidade", explica Marquinho.
O prefeito também acompanhou os representantes do Sebrae e da prefeitura em uma visita ao antigo Mercado Municipal que abrigará as salas de treinamento de Costura e os boxes para a exposição e comercialização das peças, de forma a consolidar o projeto das "Incubadoras de Moda" que visa incentivar o setor que atualmente se encontra em sua maioria na informalidade, além de inserir socialmente as pessoas que se capacitarem para obter geração de renda.