OK
Close

204 novas moradias populares

Morungaba

05/04/2018-19:34:09 Atualizado em 05/04/2018-19:56:18

Moradores de Morungaba lotaram o Teatro Municipal "Fioravante Frare" para conhecer o projeto das Casas Populares, que começa a ser implantado pela Prefeitura Municipal. A prefeitura promoveu uma cerimônia alusiva à assinatura do contrato para a construção do Empreendimento Faixa 1 - "Morungaba C", recebendo autoridades e a população.
A área total do terreno é de 12.561,32 metros quadrados e foi doada pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo). A empresa que começou no mês passado a execução das obras é a Construtora e Incorporadora Faleiros que, por meio do engenheiro Vandelino Figueiredo Neto, apresentou ao público presente a planta, as imagens em 3D e o andamento da obra.
Segundo informações da Caixa Econômica Federal (CEF), o valor de participação do Fundo de Arrendamento Residencial é de R$ 8,7 milhões e o valor do aporte complementar é de R$ 1,1 milhão, nos termos do convênio celebrado entre a CEF e a Secretaria de Habitação do Estado de São Paulo.
"Para uma segunda etapa, já temos buscado diversas articulações juntos aos órgãos públicos para que tão logo aconteça a oficialização de mais 104 unidades, também por meio do Programa Minha Casa Minha Vida em parceria com a CDHU", explicou o prefeito Marco Antonio de Oliveira.
204 CASAS
O projeto total é formado por 100 unidades térreas de 49 metros quadrados contendo sala, dois quartos, banheiro, cozinha, área de serviço e sistema de aquecimento solar distribuídos em 100 lotes com toda infraestrutura de água, esgoto, águas pluviais, elétrica, iluminação externa, telefonia e interfonia, além de pavimentação, guias, sarjetas e paisagismo. As prestações mensais vão variar, conforme o plano de pagamento, entre R$ 80 a R$ 240 aproximadamente.
Ao todo são 204 casas, um número bastante significativo, segundo o prefeito, para uma cidade de pouco mais de 13 mil habitantes. Das 86 cidades que participaram deste primeiro chamamento, apenas 34 foram selecionadas, dentre elas Morungaba.
No Estado de São Paulo, serão 2.485 moradias construídas em 34 municípios, dois dos quais tiveram o início de suas obras em curto prazo, o que foi também o caso de nossa cidade. Esta seleção se deu graças ao grande empenho da gestão em relação aos trâmites de toda a documentação necessária em tempo hábil.
UM SONHO
Em seu discurso durante a solenidade, o prefeito falou da honra em poder anunciar esta novidade aos morungabenses, porque tudo começou com uma devolução de recursos do Legislativo, quando foi presidente da Câmara. E houve uma oportunidade em que o presidente do CDHU havia informado à prefeitura que, se houvesse o terreno disponível haveria uma grande possibilidade de construir as tão sonhadas casas populares.
"E então assumi na época o compromisso de levantar esta verba e, com o apoio dos vereadores daquela legislatura, conseguimos devolver para a prefeitura uma grande parte dos recursos financeiros daquele ano legislativo, o que contribuiu com o que começou a ser concretizado e em breve beneficiará tantas famílias. É o sonho da população sendo realizado", explicou o prefeito que fez a apresentação das imagens ilustrativas de uma unidade, representando inclusive o interior da habitação já com móveis.
Os critérios para a participação se darão conforme a legislação vigente, que deve levar em conta o que pode ser considerado oficialmente "baixa renda". E de acordo com as regras estipuladas, por exemplo, chefes de famílias que sejam mulheres, pessoas portadoras de necessidades especiais e idosos também têm direito a algumas cotas. Caso o número de inscrições, aprovadas pelos órgãos responsáveis, ultrapasse o número de casas disponíveis será feito então um sorteio.
De acordo com o prefeito, em breve serão amplamente divulgados os critérios de como participar desta primeira etapa, para garantir que tudo seja transcorrido da forma mais justa para garantir que 100 famílias aprovadas pelas regras tenham acesso ao benefício da casa própria.