OK
Close

Oferta para deficientes é maior que demanda

Especiais

CRISTIAN EDUARDO BARBOSA AMERICANA | 17/03/2018-21:52:52 Atualizado em 17/03/2018-21:45:21

Que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo não é novidade. As empresas continuam em busca de profissionais cada vez mais qualificados. Para um grupo especial de pessoas, no entanto, a oferta tem sido maior que a demanda, por exemplo, em Santa Bárbara d'Oeste. Desde o início de 2018, das vagas oferecidas na Casa do Trabalhador, 2,62% eram destinadas a deficientes. Em contrapartida, apenas 1,06% dos currículos cadastrados são de trabalhadores que se enquadram nesta categoria.
A direção da Casa do Trabalhador, por meio da assessoria de comunicação, diz que esse percentual de vagas é "de suma importância, visto que as organizações estão empenhadas a inserir pessoas com deficiência no mercado".
Ainda de acordo com o setor, não há uma área específica na qual a demanda seja maior. "Cada empresa verifica em qual área pode ser destinada a pessoa com deficiência, podendo ser desde áreas gerenciais, administrativas ou operacionais", relata. Na Casa do Trabalhador as vagas divulgadas para deficientes entre janeiro e fevereiro confirmam isso.
Foram ofertadas vagas para recepcionista, auxiliar geral, repositor, empacotadora, enfermeiro do trabalho, auxiliar administrativa, atendente de restaurante, ajudante de tapeceiro, tapeceiro, operador de empilhadeira, controle de PCP e processista de usinagem.
Ainda de acordo com a Casa do Trabalhador barbarense, são poucos os candidatos que não se enquadram nas vagas devido à falta de qualificação acadêmica.