OK
Close

Páscoa Católica

Clube Gourmet

Texto | Jucimara Lima Fotos | Divulgação | 30/03/2018-18:30:51 Atualizado em 30/03/2018-18:26:35

A Páscoa é a festa mais importante da fé católica, pois nessa data, comemora-se a ressurreição de Jesus Cristo, no terceiro dia após sua morte, o que simboliza uma vitória dele sobre o pecado e a morte. É também a festa mais antiga, tomada da tradição judaica, como vimos no Clube Gourmet da semana passada. Segundo o padre Antonio Dubena, administrador do seminário Maria Mater Ecclesiae, que fica em Itapecerica da Serra/SP, para os católicos é a passagem da escravidão do pecado para a liberdade de filhos de Deus salvos pelo sangue do cordeiro que é Jesus Cristo, que deu sua vida para salvar a humanidade. "É um período onde depois da preparação dos 40 dias da quaresma com jejuns e sacrifícios, chega o momento da alegria da ressurreição de Jesus. O qual propicia para encontro com familiares e amigos alegrando-se mutuamente pelo acontecido celebrando as festividades".
Domingo de Páscoa
Sobre o domingo de Páscoa, o padre prega que esse é o dia de comemorar a festa das festas. Neste dia, segundo ele pode-se fazer todas as comidas que se tem vontade.
"Normalmente as pessoas fazem os pratos que mais gostam e por isso, não existe uma comida especial, pois cada região cultiva suas tradições", explica ele que como sulista, e seguindo os costumes da família, gosta de um bom churrasco nesse dia. Para padre Antonio o que não pode faltar na data é abundância, claro, na medida do possível. "É a maior festa da nossa fé. E as festas são comemoradas com bastante comida, e muita alegria".
Sobre a Alimentação
Segundo o que prega a fé católica na sexta-feira é dia de jejum e abstinência. O jejum: é a abstinência total ou parcial de comida e bebida (com exceção da água) enquanto que a abstinência é abster-se de alguma coisa que seja mais pesada ou mais cobiçada. Neste dia os fiéis não devem comer carne por ser um alimento mais pesado e tradicionalmente mais caro e esse foi um dos motivos para o surgimento da tradição do peixe na sexta-feira santa. Mas, ao contrário do que algumas pessoas pensam, isto não é obrigação. "Você pode não comer peixe ou bacalhau, e simplesmente seguir uma alimentação mais leve", explica padre Antonio. "O mais importante e o sentido é acompanhar os sofrimentos de Jesus que deu a vida por nós", pontua.
Dica do Padre
A convite do Clube Gourmet padre Antonio separou uma receita como sugestão para o almoço de amanhã. "Apesar de ter morado muito anos na Itália e ter aprendido diversos pratos, hoje escolhi passar uma receita de algo que gosto muito, um bom churrasco. Como paranaense ele me remete à família e o prato é sempre recomendado". Então de olho nas dicas:
Sendo uma festa assim vale a pena uma boa picanha
Pocure uma peça que seja a mais gorda do açougue. Não por causa da gordura. Mas, sendo bem gorda, quer dizer que o animal fez pouco exercício, e por isso tem menos nervos, o que a deixa mais mole e suave
Corte em medalhão (pode ser para fazer os medalhões no espeto, para ser o tradicional, ou até mesmo mais finos os cortes para fazer na grelha)
Tempere somente com sal grosso porque ai fica somente o sabor da carne
Asse no ponto, ou mal passado, como gosto, para que fique bem macia
Acompanhe com um bom vinho, segundo o próprio gosto. Se preferir pode ser também uma cerveja, caipirinha, suco. "O importante é comemorar se sentindo a vontade sem exagerar em nada", aconselha.