OK
Close

E A AUDIÊNCIA?

Fogo Cruzado

23/02/2018-22:42:01 Atualizado em 23/02/2018-23:16:02

O vereador Odir Demarchi (PR) ficou nitidamente contrariado com a decisão da Prefeitura de Americana de iniciar as mudanças no trânsito da área central da cidade já neste sábado, 24. O parlamentar convocou para quarta-feira, 28, uma audiência pública para discutir essas alterações. A ideia dele era reunir moradores das regiões afetadas pelas mudanças. Segundo Odir, não apenas para reclamar das mudanças, mas também para dar sugestões. Apesar da frustração, ele decidiu manter a audiência.
OBRA QUE ANDA
Quem vai ao Paço Municipal de Americana se depara com uma grande obra que está sendo feita no piso superior, em uma área antes desocupada. Ali deve ser uma extensão do gabinete do prefeito Omar Najar (MDB). Recentemente, o repórter Cristian Eduardo Barbosa, do TODODIA, comentou em tom de brincadeira com um servidor público que aquela obra estava um tanto devagar nos últimos dias. A resposta, surpreendente, foi: "Que nada! Dizem que esta é a única que anda". Pura brincadeira, claro.
MAL ESTAR
A gripe anda fazendo vítimas na Câmara Municipal de Americana. Na sessão de quinta-feira, 22, o presidente da Casa, Alfredo Ondas, chegou a dizer que por pouco não passava o comando do dia para o vice, Odir Demarchi (PR), em função do mal estar. Já Juninho Dias (MDB) não aguentou ir até o final. Depois da votação dos projetos, ele pediu autorização ao presidente para deixar a reunião, nitidamente abatido.
FORÇA, TIGRE
O futebol do Rio Branco trocou de mãos nesta reta final de Série A-3 do Campeonato Paulista e ganhou um apoiador. Fonte da Prefeitura contou que o empresário Dado Salau, novo diretor de futebol do clube, já teria enviado mensagem ao prefeito Omar Najar (MDB), de quem é amigo, pedindo ajuda. Por sinal, isso já teria acontecido anteriormente, na outra gestão do dirigente. Ainda segundo a fonte, o prefeito já ajudou - como empresário, não como político - e se dispôs a fazer o mesmo novamente. Nesta semana, o Tigre anunciou a contratação de dois reforços para as últimas rodadas. Seria a ajuda na prática?
ALCKMIN ESQUECE TEMER
Em evento de comemoração do 117° aniversário do Instituto Butantan, na manhã desta sexta-feira, o governador Geraldo Alckmin disse que o último presidente da República nascido em São Paulo foi Rodrigues Alves, ignorando Michel Temer.
"Ah sim, é verdade", respondeu ao ser questionado pela imprensa sobre o erro e acrescentou: "O atual não vale, estamos falando do passado... o último eleito".
MORREU DE GRIPE
Francisco de Paula Rodrigues Alves, nascido em Guaratinguetá em 1848 e morto em 1919, foi o quinto presidente do Brasil. Governou de 1902 a 1906 e de 1918 a 1919, morrendo de gripe espanhola três anos antes de completar o segundo mandato.
"Quem assumiu foi o vice mineiro, Delfim Moreira, que ficou louco. Pra você ver que não foi fácil aquele tempo! ", brincou o governador-candidato à sucessão do olvidado Termer.