OK
Close

Virtus une tecnologia e conforto

Veículos

JORGE AUGUSTOAMERICANA | 27/01/2018-00:47:44 Atualizado em 27/01/2018-12:52:41

A Volkswagen lançou nesta semana o Virtus, uma versão sedan do Polo, cujo principal destaque em relação à versão hatchback é o generoso porta-malas de 521 litros, 200 a mais que o do Polo. Já nas versões de motores, o Virtus deixa a opção 1.0 MPI e sai apenas com o 1.6 16 válvulas MSI e o 1.0 TSI.
O Virtus traz a segunda geração do Active Info Display, sistema Discover Media com tela sensível ao toque de 8 polegadas e aparência de smartphone, além de duas entradas USB, entre outros itens. No Active Info Display, os instrumentos são implementados virtualmente via software, exceto as luzes/ícones na borda inferior do mostrador. Informações de navegação podem ser mostradas em 2D ou 3D, em uma tela de 10,25 polegadas, do tamanho de um tablet. Sua resolução de 1.440 x 540 pixels permite gráficos extremamente precisos e de alta qualidade.
As informações sobre as funções de condução, navegação e de assistência podem ser integradas em áreas gráficas do velocímetro e conta-giros, conforme necessário. Todas as versões do Virtus trazem de série o suporte para celular sobre o painel, com entrada USB exclusiva.
O Virtus chega com o pacote de manutenção mais acessível de seu segmento. O Virtus Highline 200 TSI terá as três primeiras revisões, nos 10, 20 e 30 mil km, gratuitas. Para as demais versões, a Volkswagen oferecerá pacote de revisões a R$ 1.099, que inclui peças e mão-de-obra.
Ainda em segurança, os modelos Virtus são equipados de série com quatro airbags - dois dianteiros e dois laterais. Também é equipado com sistemas ISOFIX® e top-tether para prender cadeiras e assentos de crianças.
Todas as versões são equipadas com M-ABS, que inclui o sistema de freios antitravamento ABS e o EBD, distribuição eletrônica das forças de frenagem, que busca equilibrar as forças de frenagem entre os eixos traseiro e dianteiro, garantindo mais estabilidade.
Também está incluído no M-ABS o TC (Controle de Tração), que controla o torque do motor para reduz o escorregamento dos pneus durante a aceleração ou em curvas acentuadas.
Nas versões TSI, o Virtus tem ainda o ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), que reconhece o início de uma situação crítica. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo e, se necessário, reduz o torque e freia uma ou várias rodas até atingir a estabilidade.
Vale destacar também o Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão, exclusivo no segmento, que aciona automaticamente os freios do veículo após uma batida para reduzir a energia cinética residual. Também está entre os recursos de segurança o detector de fadiga, que analisa a forma como o motorista dirige e compara com os 15 primeiros minutos de direção, emitindo alertas.
O modelo conta com duas opções de motor e duas de transmissão, oferecidas de acordo com as particularidades de cada mercado. No Brasil, o Virtus terá três versões: MSI, Comfortline 200 TSI e Highline 200 TSI. A configuração MSI é equipada com o motor 1.6 de até 117 cv e câmbio manual de cinco marchas. As versões Comfortline e Highline contam com o conjunto mecânico do motor TSI de até 128 cv e transmissão automática de seis velocidades. Os dois motores são da família EA211.
1.0 TSI
As versões Comfortline e Highline do Virtus estão disponíveis exclusivamente com o motor 200 TSI, que é combinado à transmissão automática de 6 marchas. Com três cilindros e 999 cm³ de cilindrada, o motor 200 TSI é da família EA211, Total Flex. A potência máxima é de 128 cv (94 kW) com etanol e 115 cv (85 kW) com gasolina a 5.500 rpm, que acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e atinge velocidade máxima de 194 km/h com etanol.
VERSÕES
O motor 1.6 MSI, combinada ao câmbio manual de 5 marchas e também da família EA211, de quatro cilindros e 16 válvulas, Total Flex, tem 1.598 cm³ de cilindrada, com bloco e cabeçote de alumínio, o que reduz o peso do conjunto. A potência máxima é de 117 cv (86 kW) com etanol e 110 cv (81 kW) com gasolina a 5.750 rpm, que faz de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos e atinge 195 km/h de velocidade máxima com etanol. O Virtus tem três versões e duas opções de conjunto mecânico: MSI, Comfortline 200 TSI e Highline 200 TSI. Todas trazem de série a direção com assistência elétrica, ar-condicionado, vidros elétricos nas quatro portas, travas elétricas, faróis de dupla parábola e chave tipo canivete com controle remoto, além de computador de bordo, para-sóis iluminados, tomada de 12V no console central, regulagem de altura para o banco do motorista, entre outros equipamentos e acessórios que variam dependendo dos pacotes disponíveis para cada opção.