OK
Close

Idosa é rendida por casal e obrigada a sacar R$ 2 mil

Polícia

pedro heiderich REGIÃO | 07/12/2017-00:36:24 Atualizado em 07/12/2017-00:29:04

Uma idosa de 67 anos foi rendida por um casal a duas quadras de casa, no Parque Residencial Jacyra, em Santa Bárbara d'Oeste, e obrigada a sacar R$ 2 mil em um banco em Americana, anteontem.
O caso aconteceu por volta de 11h30. Primeiro, ela foi abordada por uma mulher que pediu informação. Em seguida um homem chegou e o casal a colocou em um carro e passou na casa dela para pegar o cartão. Os ladrões levaram ainda o celular dela.
Ela foi abordada na Rua Alexandre Crisp, a 400 metros de casa. De acordo com o irmão da vítima, de 60 anos, a idosa, que estava sozinha, ficou refém por 40 minutos e não viu nenhuma arma. "Ela nem quis saber de ver, ameaçavam ela o tempo todo, dizendo para ela ficar quieta que ia ser melhor para todos", contou.
Primeiro uma mulher a parou na rua e perguntou onde encontraria uma confecção no bairro. "Como ela estava com pressa falou para ela pedir para outra pessoa ajudá-la. Aí o outro chegou junto e a obrigou a entrar no carro", contou o irmão.
Conforme consta no boletim de ocorrência, depois de passar na casa dela, o casal foi até a agência do Itaú da Avenida Iacanga, em Americana. O homem desceu com a idosa e a fez tirar extrato para ver o valor do limite da conta da vítima. O limite era de R$ 2.640, mas a idosa não conseguiu sacar no caixa. Ela foi obrigada a entrar na agência e sacou R$ 2 mil.
O registro policial aponta que o homem ameaçava a idosa e dizia a todo momento que se algum funcionário do banco perguntasse quem ele era, ela deveria dizer que era seu filho. Com o dinheiro em mãos, o homem ainda exigiu o celular da vítima e fugiu.
O irmão da idosa relata que ela ficou abalada após o assalto. "Ela ficou tão abalada que o tico não estava batendo com o teco. Muita coisa ela não sabia dizer."
Apesar do prejuízo, ele comemora o fato de a irmã estar bem. "A vida continua. O prejuízo dela não foi tanto, está viva, não está ferida", afirmou.
Segundo a vítima, a mulher tinha cabelo preto e curto e usava camiseta e calça preta e tênis rosa e verde. O homem era baixo, de cabelo castanhos claros, aparentava ter 50 anos e estava usando roupa social.
O caso foi registrado como roubo e será investigado pelo 2° DP (Distrito Policial), responsável pela área. O Itaú informou que permanece à disposição para colaborar com as autoridades responsáveis pela apuração do caso.