OK
Close

Ataque do Rio Branco reforçado

Esportes

LUIZ PENINHA | AGÊNCIA OLEPRESS AMERICANA | 13/11/2017-23:13:33 Atualizado em 13/11/2017-23:15:28
Divulgação
BRUNO ANDRADE | Desembarcou ontem em Americana

O atacante Daniel Simões, ex-Catanduvense, se apresentou ontem ao Rio Branco e treinou, enquanto o atacante Bruno Andrade, com passagem pelo clube e que atualmente estava no Cianorte (PR), chegou no início da noite em Americana, vindo de Presidente Prudente, e se junta hoje ao elenco.
Hoje o Rio Branco deve definir acordos com o atacante Valdo Gigante, o zagueiro Diogo e o lateral-direito Mizael.
Valdo Gigante, 36, jogou as últimas duas temporadas pelo Cianorte (PR), onde fez dupla com Bruno Andrade. O jogador é de Cubatão e negocia valores com o clube americanense.
O zagueiro Rufino, que disputou a Série A-3 e a Copa Paulista pelo Tigre, é a baixa para o estadual do ano que vem. O jogador ligou para o supervisor Benedito Fusco, o Xororó, agradecendo a oportunidade, mas não aceitou a proposta do clube. Para o lugar dele, o Tigre negocia com Diogo, 27, que defendeu o clube na Série A-3.
O técnico Fio disse que o clube trará outro zagueiro, posição para qual o Tigre já conta com Bernardi, Willian Carneiro, Luiz Paulo e Thiago, que está na base, mas deverá subir para o profissional.
O meia Caio, com passagem por grandes clubes e revelado pelo Rio Branco, segue conversando com o clube. O jogador encerrou carreira no ano passado, mas foi lembrado pela comissão técnica do Tigre, que fez o convite ao jogador.
A equipe sub-19 do Rio Branco, que vai disputar a Copa São Paulo de Juniores, terá um bom teste de preparação para a competição, já que representará Americana nos Jogos Abertos, que começam sexta, em Santo André, São Bernardo, São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires.
SUSPENSÃO
Consta suspensão de quatro jogos para o atacante Daniel Simões em ata do dia 17 de abril, depois da participação do Catanduvense na Série A-3. A suspensão, segundo ata do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), é relativa a jogada classificada como agressão. Em outro documento no TJD, de suspensão por partidas, consta que o atleta ainda tem de cumprir três jogos. O supervisor Xororó vai pedir o levantamento das suspensões junto à FPF e pode propor conversão em multa.