OK
Close

Atenção básica e reestruturação da rede como prioridades

Santa Bárbara d Oeste 199 anos

Texto | Da Redação Foto | Divulgação | Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste | 02/12/2017-17:08:03 Atualizado em 02/12/2017-17:18:34
Zera Fila | Mais de 23 mil procedimentos desde abril

Prioridade do governo Denis Andia (PV) desde 2013, a área da Saúde em Santa Bárbara d'Oeste vem passando por uma série de reestruturações para atender a população. Toda a rede municipal com foco na Atenção Básica, sobretudo na prevenção, foi repaginada. Diversas ações foram planejadas e estão sendo executas desde o primeiro mandato do prefeito, entre elas, o novo Centro Médico de Especialidades e o Programa Zera Fila da Saúde.
Amplo e moderno, o novo Centro Médico de Especialidades possui mais consultórios, novos equipamentos e maior capacidade de atendimento em um espaço organizado e inteiramente climatizado.
Já o Programa Zera Fila da Saúde foi implantado em abril deste ano tendo como meta qualificar todas as ações e procedimentos oferecidos na rede municipal. Uma das ações foi ampliar a oferta de exames e consultas para zerar filas históricas em diversas especialidades. Neste período já foram registrados mais de 23 mil procedimentos, entre exames, consultas e cirurgias, que resultou na redução de cerca de 70% da demanda existente.
Para acelerar o atendimento da demanda, uma Unidade Intensiva de Saúde foi instalada ao lado no Novo Terminal Urbano. Até o final do ano cerca de oito mil exames e pequenas cirurgias serão realizados no local. Os procedimentos também são realizados no Centro Médico de Especialidade, Hospital Santa Bárbara e nos Serviços de Referência SUS do Município em todo o Estado. Para agendamentos em outras cidades a Prefeitura disponibiliza transporte gratuito aos pacientes, hoje com uma frota nova composta por 26 veículos Zero Km, sendo dez ambulâncias (2 UTIs móveis) e oito vans, entre outros veículos.
Outra ação implantada foi o novo modelo de atendimento implantado nos postos médicos. As UBSs (Unidade Básica de Saúde) do São Fernando, Jardim Esmeralda e Planalto do Sol 2 já adotaram o novo sistema. A previsão é que até o final de 2018 as 14 unidades médicas da cidade funcionem com o novo modelo. Com a mudança no acolhimento e a busca ativa para consultas e procedimentos, além da prevenção, os pacientes resolvem seus problemas na própria unidade, o que contribui para a redução da demanda e consequentemente desafogará os atendimentos de urgência e emergência.
ESTRUTURA RECUPERADA
Todas as UBSs (Unidade Básica de Saúde) foram reorganizadas fisicamente para melhorar o fluxo de trabalho e atendimento nas unidades. Além disso, 75% dos postos médicos passaram por reforma e ampliação. Em quatro anos foram construídas cinco novas UBSs, três delas já em funcionamento - Jardim Europa IV, Planalto do Sol II e Boa Vista. As outras duas - Planalto do Sol e Dona Regina - começam a funcionar em breve. Em uma nova etapa, iniciada este ano, a cidade contará com mais três UBSs. As do Grego/Furlan e Conjunto Roberto Romano já estão em construção. Em breve terá início a obra no São Francisco II.
Atualmente, o Pronto-Socorro Dr. Edison Mano, na região central, passa por reforma e ampliação. Além de readequação dos espaços, pela primeira vez a unidade contará com uma ala destinada a gestantes e pediatria. As mudanças visam melhorar o acolhimento e tornar mais ágil o fluxo de atendimento
Outra mudança foi a gestão terceirizada do Pronto -Socorro Dr. Afonso Ramos, na Zona Leste. Com a contratação de uma organização especializada em gestão de saúde, a unidade passará a atender com capacidade máxima e equipe completa de profissionais. Assim, os servidores que atuam no Afonso Ramos serão remanejados para o Pronto Socorro Edison Mano, que também contará com equipe completa e ampliará sua capacidade de atendimento.