OK
Close

A história do mini tênis

TodaGente

Texto | Claudete Campos Fotos | Divulgação | 31/10/2017-00:11:21 Atualizado em 04/11/2017-20:04:50

Raquetinha ou mini tênis é um esporte praticado em duplas com raquetes de fibra, sem cordas e com cabo mais curto do que as usadas no tênis. Esse esporte surgiu em São Vicente, na região de Santos, no litoral de São Paulo, entre os anos de 1960 e 1970.
Um dos criadores foi Milton Grosso. Como é mais fácil de ser jogado do que o tênis, se propagou na Capital e no Interior. Chegou na década de 1990 em Americana. Hoje é um dos esportes que mais cresce na região. Reúne cerca de 1,2 mil praticantes, informou a empresária Cristina Pisoni, praticante do esporte.
"Em Americana, jogávamos com raquetes de madeira no Clube do Bosque, em torneios internos. No começo eram poucas categorias. A partir daí começaram os abertos", explicou Cristina.
A evolução das raquetes
No início, as raquetes eram de madeira. Ralph Brusen, um dos integrantes do grupo que criou o esporte, criou tais raquetes. Marcas como Procópio, Mercúrio, DiPahl, entre outras, fabricaram a tradicional raquete de madeira (foto 1) idealizada por Brunsen, pesando entre 415 e 440 gramas. "Hoje em dia, elas são feitas de carbono (fotos 2, 3, 4 e 5), pesando de 360 a 380 gramas. Com a evolução das raquetinhas o jogo passou a ser mais rápido, a bolinha anda mais rápida", informou Rafael D Agostini Brito Simões, proprietário do ATC - Americana Tennis Center.
Já em relação às novas raquetes que estão no mercado, a diferença é a composição. A Sniper 12K (foto 4) tem uma nova tecnologia, com face em carbono 12K, que é mais resistente e macia do que o carbono 3K e tem 380 gramas. A composição da raquete da foto 5 tem 30% de fibra de vidro com 70% de carbono 3K no quadro, para a raquete ficar mais leve. Ela tem 360 gramas. As duas raquetes têm sistema antivibração no cabo para evitar lesões no cotovelo e antebraço, muito comuns na raquetinha, e para deixar a batida mais macia. Elas são indicadas para meninas e juniores (interessados entrar em contato com Marcelo Campos no telefone 98159-0452).