OK
Close

Na Colômbia, o primeiro empate

Esportes

FOLHAPRESS SÃO PAULO | 05/09/2017-23:59:24 Atualizado em 05/09/2017-23:58:07
Pedro Martins | MoWA Press
TUDO IGUAL | Neymar em lance do empate do Brasil na Colômbia

Já classificado para a Copa do Mundo, o Brasil precisa de vitórias nas duas rodadas finais das Eliminatórias sul-americanas para igualar o recorde da Argentina de melhor campanha da história. Ontem, em Barranquilla, a equipe de Tite empatou em 1 a 1 com a Colômbia. Os gols foram de Willian e Falcao García.
Antes do torneio de 2002, disputado na Coreia do Sul e Japão, os argentinos terminaram as Eliminatórias com 43 pontos. Hoje com 37, o Brasil pode também chegar aos 43 se derrotar a Bolívia (fora) e o Chile (em casa).
Com 26 pontos, os colombianos continuam na briga por uma das quatro vagas automáticas para o Mundial da Rússia. O quinto colocado disputará repescagem contra a Nova Zelândia. O empate interrompeu sequência de nove vitórias consecutivas do Brasil nas Eliminatórias.
Tite fez mudanças no time em relação à vitória sobre o Equador, na semana passada. Uma delas, no ataque. Roberto Firmino começou como titular no lugar de Gabriel Jesus. No meio, Fernandinho foi titular na vaga que foi de Casemiro.
Com estilo mais vertical, a Colômbia ameaçava pela direita, graças aos avanços de Cuadrado. Mas James Rodriguez, principal esperança de armação dos donos da casa, teve 45 minutos apagados.
Não que a velocidade tenha dado resultado para os colombianos. A dificuldade em entrar na área brasileira fez o time arriscar chutes de fora da área com Cardona e Cuadrado. Rodríguez também tentou de falta, mas não conseguiu superar Alisson.
Se atacava pela direita, a Colômbia dava espaço por este setor na defesa. E foi por ali que o Brasil criou oportunidades, com Neymar passando sem grandes problemas pela marcação de Arias. Apenas era parado com faltas nem sempre marcadas pelo árbitro venezuelano Jesús Valenzuela.
Duas vezes o atacante brasileiro ganhou em velocidade e chegou à área em condições de finalizar, mas não acertou ao alvo. Quando, em vez do chute, deu o passe, o Brasil abriu o placar. Aos 46min, Willian recebeu o passe e acertou voleio no canto direito.
No intervalo, o técnico argentino José Pekerman tirou Cuadrado, o melhor jogador da Colômbia no primeiro tempo. Entrou Chará.
Deu certo. A Colômbia começou o segundo ainda mais incisiva. O empate aconteceu aos 10min, em cabeçada de Falcao García, que parece ter encontrado, a menos de um ano do Mundial de 2018, o futebol que perdeu antes da grave lesão de joelho que sofreu antes da Copa de 2014.
Os colombianos cresceram na partida. James Rodríguez acertou a trave em cobrança de falta que, se resultasse em gol, teria sido falha de posicionamento de Alisson.
O domínio durou pouco tempo. Gabriel Jesus e Philippe Coutinho entraram depois e Pekerman fechou o time para conseguir um ponto.

Leia Mais