OK
Close

Justiça materna

A sua opinião

Alex Tanner | Servidor público Sumaré - 01/08/2017-22:18:16 Atualizado em 01/08/2017-22:18:14

Em abril um homem de 37 anos de idade foi preso com 129 quilos de maconha e 270 cartuchos/munições de grosso calibre (fuzil).
Em outros crimes por tráfico de drogas e armas, como neste caso, a prisão seria no mínimo de uma década. E tem outro processo, a Polícia Federal gravou o mesmo combinando um plano de fuga de um traficante preso.
Porém, o criminoso em questão é filho de uma desembargadora que é presidente do TRE do Mato Grosso do Sul.
O programa Fantástico mostrou a desembargadora/mãe indo buscar o filho no presídio. Ela conseguiu o habeas corpus (ação judicial de liberdade) com amigo de profissão no Tribunal de "Justiça".
E alegou que a "criança" de 37 anos sofre da Síndrome de Borderline (irresponsável pelos atos). E internou o filhinho numa clínica com piscina, academia, etc.
É mole? O bandido da mamãe gosta de se exibir; corpo malhado, sempre com lindas mulheres e motos. Era muito conhecido nas casas noturnas, pois gastava muito dinheiro! Enfim, é revoltante! Neste caso prevaleceu a Justiça, a materna é claro!