OK
Close

Famílias mudam para condomínio

Cidades

CLAUDETE CAMPOS monte mor | 12/08/2017-00:01:42 Atualizado em 12/08/2017-17:13:12
Divulgação | Prefeitura de Monte Mor
DE MUDANÇA | Complexo conta com dois condomínios, Pitangueiras e Flamboyant

As famílias contempladas com apartamentos no Condomínio Pitangueiras, em Monte Mor, terminaram as mudanças para seus novos lares nesta semana. O núcleo residencial foi construído pelo programa federal Minha Casa, Minha Vida. O prefeito da cidade, Thiago Assis (PMDB), efetuou a entrega das 300 chaves no dia 2 e as famílias começaram a se mudar semana passada.
A primeira a se mudar para o condomínio foi a aposentada Teresinha Lira da Silva, 58. "Por duas vezes me inscrevi em programas habitacionais e nunca fiquei nem para a suplência. Graças a Deus, na minha terceira tentativa fui sorteada e, agora, fico mais tranquila porque meu filho tem um teto que pode ser chamado de nosso", disse Teresinha, em nota. Ela se mudou para o núcleo com o filho Rafael Silva, portador de deficiência.
Mãe de três filhos e casada, a servidora pública Luana Barreto foi uma das primeiras a se mudar para o quarto andar de um dos prédios. Ela pagará R$ 250 mensais de prestação, já incluída a taxa de condomínio. "Sem dúvida este é o primeiro passo para a mudança das nossas vidas, pois agora pretendo fazer uma faculdade e assim melhorar ainda as condições da minha família", disse Luana, em nota.
A Secretaria de Planejamento e obras e Monte Mor fez um cronograma de mudanças para os apartamentos, que terminou quinta. "Com orientação do nosso prefeito Thiago Assis, criamos um cronograma para que todas as mudanças fossem feitas sem transtornos. No primeiro dia foi autorizada a mudança de uma família por torre, totalizando 15 pela manhã e mais 15 no período da tarde", explicou, em nota, o secretário de Planejamento e Obras, Vilson Amaral.
DETALHES
O complexo conta com dois condomínios, Pitangueiras e Flamboyant, que possuem 300 apartamentos cada. Os condomínios contam com portaria, salão comunitário, área de lazer, quadra poliesportiva, escola, vagas de garagem, gás encanado, entre outras benfeitorias. Segundo a prefeitura, esta foi a maior obra habitacional da cidade.
Os apartamentos foram construídos em uma área de 43.823m² no Jardim Panorama. O investimento foi de R$ 57,6 milhões, dos quais R$ 12 milhões custeados pelo Casa Paulista, do governo do Estado, e o restante pelo programa Minha Casa, Minha Vida. A construção foi realizada pela empresa Cury Construtora e Incorporadora S/A.