OK
Close

Condição de frota é investigada

Cidades

RODRIGO ALONSO AMERICANA | 10/08/2017-22:36:18 Atualizado em 10/08/2017-23:40:19
Reprodução | Facebook
INVESTIGAÇÃO | Ele citou diversos problemas, como falta de pneus, peças quebradas e vazamentos

O MPE (Ministério Público Estadual) investiga a Prefeitura de Americana por suposta precariedade das ambulâncias municipais. Em fevereiro, o vereador Welington Rezende (PRP) divulgou que tinha constatado sete veículos quebrados na garagem municipal.
À época, o parlamentar realizou um levantamento sobre a situação e levou o caso à Comissão de Educação, Saúde e Promoção Social da Câmara, que fez denúncia à Promotoria. A apuração está sendo conduzida pelo promotor Clóvis Cardoso Siqueira, através de inquérito civil público.
"O promotor informa que ainda está aguardando as diligências que a Polícia Militar está fazendo em todas as ambulâncias para verificar as condições em que se encontram", comunicou o MPE, em nota.
Em resposta a um requerimento de Rezende, o superintendente da Fusame (Fundação de Saúde de Americana), Humberto Mizael Ribon, informou que, de janeiro a junho desde ano, o município gastou R$ 138,2 mil com aluguel de ambulâncias, em 75 atendimentos.
CONDIÇÕES
Em fevereiro, o vereador comunicou que encontrou cinco ambulâncias e dois veículos para o transporte de pacientes parados por falta de peças e manutenção há pelo menos seis meses. "É preciso responsabilidade com o dinheiro público", ressaltou.
Segundo ele, os veículos tinham tranca de porta de correr e faróis quebrados, lataria avariada e grade frontal amarrada com arames, documentação vencida, vazamento no tanque de combustível, borracha de pedais danificada, amortecedor e suspensão avariadas, parte elétrica do baú com aquecimento e falta de sistema de radiocomunicação. Além disso, ainda de acordo com o parlamentar, faltava bateria, rodas, pneus, filtro de ar e discos de freio.
De acordo com Rezende, à época, o 192 de Americana operava com apenas uma ambulância. O serviço passou a contar com mais um veículo quando, em julho, o parlamentar conseguiu parceria com a iniciativa privada para conserto de uma ambulância, divulgou ele.
A prefeitura comunicou que se manifestará sobre o assunto conforme for notificada oficialmente pelo MPE.