OK
Close

Auxílio digital

TodaGente

Texto | Claudete Campos Fotos | Divulgação | 13/07/2017-22:56:07 Atualizado em 15/07/2017-20:39:09

Os corredores também podem contar com a ajuda de aplicativos de celulares para melhorarem os desempenhos nas corridas e nas maratonas. Um desses aplicativos é o Freeletics Running, uma plataforma que funciona como um personal trainer digital, para IOS ou Android. Há a versão gratuita e paga. A partir do preparo físico e os objetivos do usuário, a plataforma desenvolve uma rotina de treinos personalizados aos atletas. Quem não treina em academia ou em grupos de corrida, pode usar os aplicativos como recursos.
Mas antes de qualquer prática esportiva a recomendação da empresa é fazer uma avaliação médica e um check up. Antes de colocar um tênis e sair por aí caminhando ou correndo, é bom ter um acompanhamento para retirar o melhor do próprio corpo e respeitar seus limites.
Segundo o educador físico Fernando Santos, usuário da ferramenta, os aplicativos auxiliam para não haver excessos, orientando que se inicie com treinos bem leves e que testam a resistência do usuário gradativamente.
O gerente de Operações do Freeletics no Brasil, Gabriel Oliveira, informou que o aplicativo é um personal trainer digital que conversa com o usuário durante a corrida e faz planos específicos para o atleta se tornar a melhor versão de si mesmo, aproveitando ao máximo sua capacidade e aumentando as distâncias percorridas num menor espaço de tempo, de forma gradativa e consciente. Atualmente, a plataforma tem 1,5 milhão de usuários no Brasil e 14 milhões no mundo.
"No começo de ano, eu não conseguia correr até a esquina de casa. Foi quando comecei a usar o Freeletics e, em seis meses, com alimentação regrada e mantendo um ritmo de quatro treinos semanais de exercício, eu corri e completei a Meia Maratona de Campinas", disse a empresária Ana Agostini. "O aplicativo vai sentindo sua resistência e se adequando ao seu perfil de acordo com seus feedbacks ao final de cada treino, como se eu estivesse acompanhada de um personal", completou.
O vendedor Thiago Jacob usa o app há seis meses e acumula mais de 300 quilômetros em treinos. Ele disse que o importante é que o Running respeita os limites de cada um. "Eu nunca pensei que fosse correr. Hoje, eu já consigo fazer 30 quilômetros em cerca de duas horas. E o mais legal é que o aplicativo conversa comigo enquanto corro, diz como estou me saindo, qual minha velocidade média e me incentiva a melhorar meu tempo", disse Jacob.
A importância da dieta
A dieta antes e depois dos treinos também é essencial. As pessoas devem ingerir alimentos para melhorar o rendimento do atleta. "Não fazer exercício em jejum e comer alimentos ricos em fibras uma hora antes de correr, como massas integrais e frutas. No pós-treino, buscar carboidratos simples, como arroz branco e batata, além proteínas que podem ser encontradas em carnes e ovos. Tudo isso balanceado ajuda bastante", informou, em nota, a nutricionista Fabiana Dias Bellão.
Os alimentos termogênicos, famosos "queimadores de gordura", também entram na lista da nutricionista, pela capacidade deles em aumentar o gasto energético corporal e estimular o organismo. "Isso acontece porque esses alimentos aumentam a temperatura do corpo e possuem substâncias que aceleram o metabolismo. Como opções, temos o chá verde, chá branco, chá de hibisco, canela, pimenta e o guaraná em pó natural. Se o atleta tiver alguma dúvida ou dificuldade, indico que procure auxílio de um profissional", orientou.
SAIBA MAIS
O coach e personal trainer digital para os três aplicativos do Freeletics (Running, Gym e Bodyweight) custa R$ 29,99 por mês ou R$ 159,99 no plano anual. Há três modalidades de treino (corrida, academia e crossfit). Também existe uma versão gratuita, com exercícios baseados nas características do usuário, mas sem o coach que dá os feedbacks pós-treino e que personaliza os exercícios.