OK
Close

Clientes concordam até em abraçar gatos em contrato

Brasil e Mundo

14/07/2017-22:21:47 Atualizado em 14/07/2017-22:21:43

Para comprovar que ninguém lê os termos de serviço na Internet, um provedor de wi-fi britânico inseriu algumas exigências absurdas no seu texto contratual.
Quem concordasse em utilizar o serviço estaria obrigado a prestar mil horas de serviço comunitário, como limpar dejetos de animais em um parque, abraçar gatos abandonados, limpar banheiros públicos em eventos, arrancar chiclete grudado no asfalto ou desentupir o esgoto.
"Nosso experimento mostra o quanto é fácil clicar em uma caixa e consentir com algo injusto", diz Gavin Wheedon, CEO da Purple, em um comunicado à imprensa.
Cerca de 22 mil pessoas concordaram com esses termos de serviço, e só uma pessoa percebeu que havia algo de errado e comunicou isso à empresa.
O teste foi feito pela Purple, um provedor de wi-fi em ambientes públicos na Inglaterra. "Os usuários de wi-fi precisam ler os termos de serviço. Com o que estão concordando? Quantos dados estão compartilhando, e qual a permissão que estão dando aos provedores?", questiona Wheedon.
| FOLHAPRESS