OK
Close

A escolha da faculdade

TodaGente

Texto | Claudete Campos Fotos | Divulgação | 10/06/2017-17:37:22 Atualizado em 10/06/2017-17:37:16

Está começando a maratona de vestibulares que serão realizados na metade do ano. E o que os jovens devem considerar ao fazer a escolha do curso são vocações, habilidades, interesses pessoais, condição social e financeira, possibilidades do mercado de trabalho e os rumos tomados pelos colegas, sugere a equipe do Centro Paula Souza, que administra as Escolas Técnicas e as Fatecs (Faculdades de Tecnologia).
"Escolher um curso superior é algo sério, pois o que está em jogo é a carreira e o futuro do aluno", ressalta a coordenadora de projetos da Cetec (Unidade de Ensino Médio e Técnico), do Centro Paula Souza , Rosemeire Ferraz. "O jovem deve se questionar: 'Com que eu quero trabalhar? Como eu me imagino como profissional? Quais foram meus sonhos desde criança?' Além disso, é importante fazer pesquisas sobre o campo de trabalho e retorno financeiro", orientou Rosemeire.
A qualidade das instituições de ensino e dos cursos também devem ser levados em consideração. A taxa de empregabilidade dos egressos e a nota de avaliação no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) podem ajudar na escolha das escolas. "É recomendável conversar com ex-alunos, pesquisar e visitar universidades e faculdades", aconselha o diretor do Departamento Acadêmico Pedagógico da Unidade de Ensino Superior de Graduação do Centro Paula Souza, André Braun.
Escolhido o curso, o calouro tem de estudar, estudar e estudar, orienta o professor da área de Administração, Logística e Marketing e gerente de Marketing e Comercial da FAM (Faculdade de Americana), Eryvelton Baldin. "Infelizmente muita gente ainda acredita que alguém consegue se preparar para o Vestibular sem ter se dedicado ao longo dos estudos no Ensino Fundamental e Médio - isto é um engano", sugeriu Baldin. Ele também aponta que a revisão de conteúdos é importante.
2020 | Dez carreiras mais promissoras
1. Engenheiro biomédico
2. Coordenador de Eventos
3. Radiologista
4. Intérprete e tradutor
5. Analista de pesquisas de mercado e especialista em marketing
6. Terapeuta familiar
7. Fisioterapeuta
8. Dentista
9. Fonoaudiólogo especializado em audiologia
10. Educadores em saúde e qualidade de vida
Fonte: Guia do Estudante
Faculdade | Como escolher
Dica 1 - Realizar testes vocacionais na Internet. Exemplos: https://www.neora.com.br/teste-vocacional, http://www.guiadacarreira.com.br/teste-vocacional/ ou http://www.mundovestibular.com.br/pages/teste_vocacional.html. Estes testes apontam se suas características estão mais ajustadas à área da saúde, ou à área de negócios, por exemplo
Dica 2 - Existem mais de 300 tipos de cursos superiores no Brasil e o Guia do Estudante contempla 265 deles. Ler o Guia do Estudante via Internet ou através da publicação impressa. Nele o candidato poderá saber tudo a respeito do curso almejado
Dica 3 - Comparar os dados encontrados no Guia do Estudante com as propostas pedagógicas apresentadas nos sites das Instituições de Ensino Superior para verificar quais e onde você poderá cursar a sua profissão dos sonhos
Dica 4 - Conversar com profissionais da área. Realizar cadastro na rede social profissional LinkedIn e procurar por Grupos de Discussão relacionados à profissão que escolheu. Daí você poderá encaminhar mensagens para estes profissionais pedindo conselhos sobre sua entrada no setor.
Fonte: Professor Eryvelton Baldin