OK
Close

Rio Branco à espera do dinheiro

Esportes

Luiz PENINHA | AGÊNCIA OLEPRESS AMERICANA | 19/05/2017-23:10:09 Atualizado em 19/05/2017-23:09:49

O Rio Branco tem pelo menos dois processos de mecanismo de solidariedade, para receber percentuais de jogadores que foram formados pelo clube, em estágio avançado, um envolvendo o atacante Thiago Ribeiro, que está no Santos, o qual o clube praiano deve fazer o acerto com o Tigre, e o outro é do meia-atacante Romarinho, negociado pelo Corinthians com o El Jaish, do Catar.
O presidente Valdir Ribeiro disse espera receber esse dinheiro, porém não sabe qual será o valor final nem quando os processos serão encerrados. Ele gostaria de receber ainda esse ano, mas sabe que isso será muito difícil, inclusive contou que o valor relativo a Thiago Ribeiro já deveria estar nos cofres do clube, mas ainda não houve o acerto por parte do Peixe, que estaria discutindo valores.
O presidente afirmou também que há situações que dependem de cobrança via Fifa, o que não acontece de uma hora para outra.
Outros casos que o clube monitora são relacionados ao meia Filipinho, com passagens por Palmeiras e Atlético (PR), e que está no Sanfrecce Hiroshima, do Japão; do lateral Ricardo Nascimento, que esteve por seis temporadas atuando no futebol português e no ano passado foi para o Mamelodi Sundowns, da África do Sul; e do meia Bruno Nazário, que chegou a jogar pelo Figueirense, futebol alemão, e esteve no Cruzeiro, onde rescindiu contrato e acertou com o Guarani.
No caso de Bruno Nazário, na transferência do Cruzeiro para o Bugre, não houve negociação financeira, já que ele rescindiu contrato com a Raposa. Na ida de Filipinho ao futebol japonês também não ocorreu venda de direitos federativos, devido ao término de seu contrato com o Atlético (PR) quando foi para o Ceará. Seu acordo com o clube japonês é de três anos.
O advogado Eder Duarte, que colabora com o departamento de futebol do Tigre, disse que o clube está monitorando negociações, inclusive está em alerta sobre transferências entre clubes do exterior, envolvendo jogadores que atuaram pelo clube americanense. Ele ressaltou que às vezes o percentual de direito do clube é pequeno, de 0,25%, mas pertence ao Tigre.
Apesar de Ribeiro não saber com precisão os valores que o clube teria a receber nos casos de Thiago Ribeiro e Romarinho, e nem quando serão repassados, os recursos poderiam bancar boa parte dos gastos do time numa Série A-3 do Paulista.
No início da próxima semana, Ribeiro, o gerente de futebol Sandro Hiroshi e Duarte se reúnem para apresentar o que o clube conseguiu de verba para a disputa da Copa Paulista. A tentativa é levantar algo entre R$ 40 mil a R$ 50 mil mensais para a disputa da competição.

Leia Mais