OK
Close

TRILHA SONORA

Fogo Cruzado

05/05/2017-00:39:42 Atualizado em 05/05/2017-00:39:39
Arquivo | TODODIA Imagem

Logo no começo da leitura do pequeno expediente, que antecede as apreciações de projetos, na sessão da Câmara de Americana de ontem, uma música começou a tocar como se fosse uma trilha sonora da leitura. A princípio, os vereadores e presentes não se incomodaram, mas com a persistência do som surgiram as caras de indagação e riso. À frente da sessão, o presidente vereador Alfredo Ondas (PMDB) levantou a mão para os responsáveis pelo som da Casa e fez um gesto questionando a música. O som foi interrompido e a sessão prosseguiu normalmente.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA
A Tribuna Livre da Câmara foi ocupada ontem por Carlos Alberto Marques, presidente da Assojuris (Associação dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de São Paulo), que discursou sobre os pontos negativos da proposta de Reforma da Previdência. Correligionário do presidente Michel Temer (PMDB), Ondas surpreendeu ao não fazer a defesa ferrenha da proposta. O peemedebista ressaltou apenas que ela é necessária, mas que é preciso estar atento aos excessos que ela traz, inclusive adotando um tom de preocupação ao falar da sua própria aposentadoria. "E olha que eu tenho 40 anos ininterruptos de atividade de alto risco", se referindo ao ofício de delegado na Polícia Civil.
FECHEM A BOCA
Ao anunciar que haverá um coffee break para a sessão do Parlamento Metropolitano da RMC (Região Metropolitana de Campinas), que será realizada na manhã de hoje na Casa, Ondas fez um pedido inusitado aos vereadores. "Queria pedir para dar uma 'segurada' nos assessores nos gabinetes, porque se todo mundo descer (para o plenário) vamos passar vergonha porque não vai ter café da manhã para todo mundo", afirmou. O encontro, que reúne os presidentes de Câmaras dos 20 municípios da região, irá discutir o tema da Segurança Pública na RMC e está marcado para começar às 10h.
VISITA
O presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), deputado Cauê Macris (PSDB), recebeu em seu gabinete, na tarde de ontem, a visita do embaixador da Alemanha, Georg Witschel. No encontro, o presidente apresentou ao embaixador o projeto do Trem Intercidades, que ligará São Paulo a Campinas e Americana. O Trem Intercidades foi recentemente incluído no programa de concessões da União pelo presidente a República, Michel Temer, que também cedeu a faixa de domínio do transporte de cargas para o transporte de público, liberando os entraves para a realização do projeto.
INVESTIMENTOS
Durante a audiência, Cauê fez uma rápida explanação do projeto ao embaixador, que lembrou que bancos de fomento alemães já investem em empreendimentos semelhantes em outros Estados do Brasil. Para o tucano, o potencial tecnológico da Alemanha no ramo da mobilidade pode ter grande utilidade na implantação do Trem Intercidades. "Estamos apresentando o projeto a representantes de alguns países e conhecendo as melhores alternativas. Sem dúvida o know-how das empresas alemãs na área pode contribuir muito", disse Cauê.