OK
Close

ACORDO

Fogo Cruzado

04/05/2017-00:01:04 Atualizado em 04/05/2017-00:00:57

A cúpula do PSDB de Americana e o prefeito Omar Najar (PMDB) entraram em acordo para a indicação do ex-presidente da Fusame (Fundação de Saúde do Município de Americana), Nilton Lobo, ao cargo de secretário de Saúde de Americana. O posto foi aberto com a saída de Orestes Camargo Neves, que assumiu cadeira na Câmara no lugar de Marschelo Meche (PSDB), afastado por 15 dias por questões de saúde. A decisão foi publicada oficialmente ontem.

'PREPARADO'
"Estou disposto a trabalhar pela gestão onde for preciso. Vou cumprir meu papel na Câmara (...) Eu tinha me preparado para ser vereador, tanto é que me candidatei. Foi uma boa passagem pela prefeitura. O pedido foi feito pelo prefeito junto com a cúpula do partido", afirmou o tucano Orestes.
AFASTAMENTO
Meche pediu afastamento por 15 dias a partir do dia 26 de abril. Ele entregou um laudo médico que indica que está sem condições de exercer suas atividades profissionais até uma próxima avaliação, em cerca de 15 dias". O documento médico, que aponta episódios depressivos, não tem data determinada de afastamento, o que alimenta a especulação na Câmara de que Meche fique ausente por um período mais longo.
ARTICULAÇÕES
A cúpula do PSDB intermediou o pedido de Omar junto a Orestes, que é o segundo suplente de Meche na Casa. O primeiro nome da lista de reposição é Antônio Sacilotto, que assumiu a direção da Erplan (Escritório Regional de Planejamento de São Paulo), em março. O terceiro nome da lista de suplentes, Guilherme Mancini, esperava assumir o posto e tinha planejado a apresentação de projetos na Câmara para esta semana. "Como não há racha, vou conversar com Mancini e com a família do Marschelo (Meche) e ver em que posso ajudar. Estou à disposição para o que precisarem", disse Orestes.
PARTICIPAÇÃO
As tratativas tiveram participação do vice-prefeito Roger Willians, que é presidente municipal do PSDB. "Por ter feito parte do governo e continuar contribuindo com a gestão, sua experiência na administração municipal é, sem dúvida, um reforço no debate legislativo", informou a prefeitura, em nota. Mancini não foi localizado para comentar as mudanças.
TRANSGÊNICOS
O mandato do vereador Luiz Carlos Rossini (PV) promove hoje, às 10h, na Câmara de Campinas, debate público para discussão do projeto do prefeito Jonas Donizette (PSB) que revoga a lei 10.940/01, que proíbe a utilização de alimentos transgênicos na merenda das escolas municipais. Se for aprovado em segunda análise - a aprovação já ocorreu em primeira votação, de legalidade, na semana passada - os transgênicos poderão ser utilizados na merenda. A administração alega que a proibição em vigor impossibilita a compra de gêneros alimentícios essenciais para atender as necessidades nutricionais das crianças. Rossini entende que é importante ouvir especialistas sobre o tema para ajudar a esclarecer a questão.