OK
Close

Mulher é agredida até com mordidas; ex vai pra cadeia

Polícia

CLAUDETE CAMPOS AMERICANA | 17/04/2017-22:54:30 Atualizado em 17/04/2017-22:54:19
Arquivo | TODODIA Imagem
HOSPITAL | Vítima foi socorrida ao Hospital Dr. Waldemar Tebaldi

O vigilante Osvaldo Assis dos Santos, 43, foi preso em flagrante acusado de agredir a ex-namorada batendo sua cabeça na parede e mordendo seus lábios. A comerciante C.M.G., 40, desmaiou após as agressões. O crime ocorreu às 22h20 de anteontem, na Rua Rondônia, na Chácaras Machadinho, em Americana.
A vítima disse que o homem mordeu seus lábios a ponto de arrancar a pele. Santos negou a agressão, disse que havia levado unhadas da vítima e que apenas a empurrou. Populares confirmaram a agressão, segundo o registro policial.
Quando os guardas municipais chegaram à residência para atender a denúncia de agressão, encontraram a vítima sentada no meio fio.
O rosto dela estava ensanguentado e ela disse que sentia muitas dores. A mulher afirmou que havia sido agredido pelo seu ex-namorado. Enquanto os guardas solicitavam o resgate, a vítima desmaiou. Foi atendida no pronto-socorro do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.
Ao ser indagado, Santos alegou que discutiu com a vítima e que ela o teria agredido com unhadas e que, para se defender, a teria empurrado. Ele negou que tenha agredido fisicamente a mulher. A comerciante nega esta versão do acusado.
"Na verdade foi ele que me agrediu. Fiquei a noite internada no hospital. Ele catava minha cabeça e jogava contra a parede e mordeu meus lábios", disse a vítima. Segundo a vítima, ela foi a até a casa do ex-namorado para levar o celular dele e deixou o local em seguida.
Segundo ela, Santos foi atrás dela e começou a xingá-la. A comerciante contou que argumentou que não queria discutir, e, em seguida, começou a ser agredida. Faz tempo que terminou o relacionamento, disse a vítima, mas ele não aceitava o rompimento, fazia ameaças e a perseguia, mas nunca a havia agredido antes.
O acusado foi autuado em flagrante por violência doméstica e lesão corporal.