OK
Close

A nova função de Cláudio Britto

Esportes

LUIZ PENINHA | AGÊNCIA OLEPRESS SANTA BÁRBARA D'OESTE | 20/04/2017-23:01:09 Atualizado em 20/04/2017-23:01:00
Arquivo | TODODIA Imagem
BRITTO | Vai conversar hoje com atletas para saber quem joga

O técnico Cláudio Britto não teve tempo para comandar o treino de ontem, que ficou a cargo de sua comissão. Ele e o presidente Jairo Araújo fizeram "o corre" e conseguiram junto a apoiadores recursos para custear o que os jogadores pediram: dinheiro para a passagem de retorno a suas casas após o jogo de domingo, contra o Capivariano, às 16h, em Capivari.
A partida servirá apenas para cumprimento de tabela, já que as duas equipes vão entrar em campo rebaixadas para a Série A-3.
Britto comanda hoje, às 16h, o único treino tático da semana. A reapresentação ocorreu na quarta, quando os atletas não treinaram e conversaram com a direção, e ontem a movimentação foi mais física.
"Estava na correria junto com o presidente, e graças a Deus nós resolvemos a situação dos meninos que vão para o jogo. Em princípio eles estavam reivindicando passagens para poder ganhar confiança e pelo menos a passagem eles não vão ter que tirar do bolso. Acredito que vamos ter a maioria dos jogadores que estávamos levando para os jogos", disse o treinador.
O time do Leão da 13 deve iniciar o jogo contra o Capivariano com Altenir; Maílson, Baggio, Prock e Lucas Gabriel; Vitor, Luiz Fernando, Rafael Soares e Melinho; Douglas e Índio.
Uma pessoa ligada ao clube adiantou que não devem participar dessa última partida Claudinei, Flávio Menezes, Renatinho, Ewerton, Fernandinho e Jerfesson. O meia Kássio e o atacante Gustavo também podem ficar de fora.
Britto conversa hoje com o elenco e por isso não está descartado que outros atletas fiquem fora da partida.
O presidente Jairo Araújo contou que houve uma forte mobilização e o dinheiro para custear as passagens foi levantado para que os atletas possam retornar para casa. "Agora vamos para o jogo, o último compromisso, e encerrar essa competição com dignidade", arrematou.