OK
Close

De novo, eliminado no Itaquerão

Esportes

FOLHAPRESS SÃO PAULO | 20/04/2017-00:39:16 Atualizado em 20/04/2017-00:39:10
Dudu Macedo | Fotoarena | Folhapress
FIM | Cássio após sofrer gol na decisão de pênaltis: eliminação

O Corinthians voltou a ser eliminado em um jogo mata-mata no Itaquerão. Ontem à noite, a equipe alvinegra perdeu para o Internacional por 4 a 3, nos pênaltis, após empate no tempo normal por 1 a 1, e caiu na quarta fase da Copa do Brasil.
É a quinta eliminação do clube em torneios mata-mata em seu estádio, que foi inaugurado em 2014. Antes, a equipe havia sido eliminada por Palmeiras e Audax, nas semifinais do Paulista de 2015 e 2016, respectivamente, e também para o Guaraní (PAR) e Nacional (URU), pelas oitavas de final da Copa Libertadores de 2015 e 2016.
Podendo empatar em 0 a 0, o Corinthians abriu o placar logo aos 7min, com Maycon. Fagner cobrou lateral, Jô desviou e o volante marcou.
O gol de empate do Inter saiu na segunda etapa, aos 28min. Cássio defendeu cabeceio de Brenner e a bola sobrou para Nico López, que chutou cruzado. Fágner tentou cortar e fez contra.
Nas cobranças de pênalti, Maycon, Marquinhos Gabriel e Guilherme Arana erraram para o alvinegro. O Inter desperdiçou as cobranças de William e Léo Ortiz.
O Corinthians volta a campo domingo, quando terá mais um confronto mata-mata no Itaquerão. A equipe dirigida por Fábio Carille vai enfrentar o São Paulo, pela partida de volta da semifinal do Paulista. No jogo de ida, o time alvinegro venceu por 2 a 0 no Morumbi.
SORTEIO
Com a inclusão dos oito clubes brasileiros que disputam a Libertadores, a CBF sorteia hoje os confrontos das oitavas.
Atlético (MG), Atlético (PR), Botafogo, Chapecoense, Flamengo, Grêmio, Palmeiras e Santos, que estão no torneio sul-americano, se juntarão a Santa Cruz (campeão da Copa do Nordeste-2016), Paysandu (vencedor da Copa Verde-2016) e Atlético (GO) (ganhador da Série B do Brasileiro), além dos cinco remanescentes da competição mata-mata: Internacional, Cruzeiro, Paraná, Fluminense e Sport.

Leia Mais