OK
Close

Amparo tem novo caso confirmado

Cidades

guilherme mazieiro região | 21/04/2017-20:42:35 Atualizado em 21/04/2017-21:50:03
Arquivo | TODODIA Imagem
HOSPITAL | Paciente morto em Americana estava na unidade

A Prefeitura de Amparo confirmou anteontem o quarto caso de febre amarela no município. Com o novo registro, a cidade tem três ocorrências não fatais e uma morte causada pela doença. A cidade era frequentada por um morador de Americana morto por febre amarela nesta semana (autoridades dizem que ele foi infectado naquela região). Amparo também é vizinha de três municípios da RMC (Região Metropolitana de Campinas): Morungaba, Pedreira e Santo Antônio de Posse.
O registro do novo caso de Amparo foi entregue pelo instituto Adolfo Lutz após análise do material colhido pela Vigilância Epidemiológica da cidade. A administração informou, em nota, que os sintomas do paciente foram "brandos e não foi necessária a internação (...). O paciente passa bem e está em casa". A idade, sexo e bairro que a pessoa mora não foi informada. A prefeitura informou ainda que já vacinou 70% da população da cidade.
Na região de Campinas, além de Amparo e Americana, Monte Alegre do Sul, Paulínia e Tatuí registram uma morte cada em decorrência de febre amarela. Campinas confirmou nesta semana o primeiro caso autóctone da doença (que é contraído no próprio município).
O paciente é um homem de 63 anos, que mora em uma área próxima de onde foram encontrados macacos infectados, em Sousas.
Amparo faz limite também com Monte Alegre do Sul. O comerciante Ricardo Luiz Silveira, 46, morto nesta semana no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, provavelmente contraiu a doença nessa região, segundo autoridades. Ele era morador de Americana e viajava para lá.
Das 20 cidades da RMC, 11 são classificadas como 'área ampliada' de risco de contaminação. Essa classificação indica que a população rural (mais vulnerável à doença) desses municípios deve ser vacinada. Estão na lista as cidades de Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Paulínia, Pedreira, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Vinhedo e Valinhos.