OK
Close

'Enrolação' da Câmara é apurada

Brasil e Mundo

20/04/2017-23:34:29 Atualizado em 20/04/2017-23:34:17

Há um ano, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello deferiu uma liminar para dar andamento a um pedido de impeachment contra Michel Temer, à época vice-presidente de Dilma Rousseff. Pela força da lei, a Câmara deveria formar uma comissão especial para discutir se os ex-aliados deveriam ter o mesmo fim. Dilma foi destituída, Temer ocupa há 11 meses seu antigo posto, e nada da comissão sair do papel. Ontem, Marco Aurélio atendeu nova solicitação do advogado mineiro Mariel Marley Marra. O Supremo irá acionar o Ministério Público Federal para verificar se líderes partidários cometeram crime ao não indicar nomes para a comissão.