OK
Close

Motorista esfaqueia mulher e enteado, mas paga fiança

Polícia

pedro heiderich monte mor | 20/03/2017-20:26:36 Atualizado em 20/03/2017-20:26:25

O motorista G.S., 41, foi preso após empurrar a sogra e esfaquear a esposa e o enteado de 14 anos, anteontem, em Monte Mor. A mulher dele, de 42 anos, tirou a faca do motorista após aplicar uma chave de braço no marido, segundo informações da delegacia local. S. foi detido por lesão corporal e violência doméstica, mas acabou liberado no mesmo dia após pagar fiança de R$ 1 mil.
Segundo o 48° BPMI (Batalhão de Polícia Militar do Interior), por volta das 12h uma equipe da PM foi acionada para atender um caso de lesão corporal na Rua 23, no Jardim Colina. Quando os militares chegaram ao local, encontraram apenas a esposa do motorista e seu filho de 14 anos, enteado do suspeito. O homem e sua sogra, de 79 anos, estavam no hospital. A esposa relatou aos policiais que ela e o filho foram esfaqueados pelo homem e que sua mãe tinha sido empurrada por ele e batido a cabeça na parede, sendo levada para o hospital. O motorista também tinha sido socorrido após ser agredido pela esposa. Os militares conduziram mãe e filho para atendimento médico.
O TODODIA ligou na delegacia e foi informado pelo plantonista que tudo começou porque o motorista, que estaria embriagado, viu o celular da esposa e estava desconfiado de uma suposta traição, "momento em que ele começou a desferir socos pelos imóveis da casa". A sogra dele tentou intervir e foi empurrada por ele, batendo a cabeça na parede. A esposa, "vendo a situação", entrou na frente do marido, que começou a xingá-la e ameaçou agredi-la. O filho dela tentou intervir.
"Ele pediu para que ele não batesse na avó e nem na mãe", conta o plantonista. O homem pegou uma faca e esfaqueou o adolescente no braço. A mãe do garoto lutou com o marido e também foi esfaqueada no braço, mas conseguiu contê-lo após aplicar uma chave de braço no pescoço do motorista e tomar a faca dele. Ela acionou a polícia e o motorista deixou o local, e foi levado por familiares para o hospital.
A polícia levou a mulher e o adolescente, esfaqueados no braço, para atendimento. Depois de todos serem medicados e liberados, os envolvidos foram até a delegacia, onde o delegado de plantão ratificou a prisão em flagrante do motorista por lesão corporal e violência doméstica.
Entretanto, foi arbitrada fiança de R$ 1 mil, paga pela família dele, e ele foi liberado. O nome do motorista não foi divulgado pela polícia.