OK
Close

Vendem-se problemas

A sua opinião

Douglas Nogueira | Técnico de Manutenção - 10/03/2017-22:16:41 Atualizado em 10/03/2017-23:32:16

Problemas, quantos problemas! Há indivíduos que parecem idolatrar tal palavra. Vivem na rua da amargura e nada procuram fazer para se livrar desses inimigos, é uma espécie de paixão por dificuldades, por obstáculos não resolvíveis.
Quando olhamos para o lado, logo vemos pessoas com semblantes baixos, porém acomodadas, velando sem interrupção alguma os problemas que carregam. Tais pessoas se assemelham à mercearia da esquina, intitulada de "Secos e molhados", pois carregam em suas costas dificuldades de todo o tipo, tamanho e gosto, basta escolhermos e levarmos para casa, já que transportam também a placa convidativa, "Vendem-se problemas". É difícil, muito difícil, dialogar com alguém que apenas murmura, reclama e se lamenta por ter nascido, não sabe fazer outra coisa, a não ser despejar sobre nós os seus rios de problemas. E o pior é que quando perguntamos como ela está agindo para sair de tal situação, a resposta é nula.
Indivíduos sem emprego, que ficam esperando ridiculamente o "manjar que cai do céu", ou aqueles endividados até o pescoço, emprestando dinheiro de familiares, vizinhos, colegas e reclamando ainda pelo fato de serem duramente cobrados, ou também jovens que irresponsavelmente fizeram filhos inesperados e agora reclamam dia e noite pela besteira feita.
Esse tipo de atitude do ser humano é realmente ridícula e constrangedora. Ter problemas, todo nós temos e sempre teremos, no entanto, devemos nos posicionar firmes buscando em nossas mentes a imediata e inteligente solução.