OK
Close

Lanterna, Ferroviária quebra série invicta do Corinthians

Esportes

19/03/2017-21:56:51 Atualizado em 19/03/2017-21:56:40

O Corinthians, ontem, acomodou-se com a classificação já garantida para a próxima fase -está isolado na liderança do Grupo A com 19 pontos- e perdeu para a Ferroviária por um a zero, em Araraquara, pela nona rodada do Campeonato Paulista.
Contra a equipe de pior desempenho do torneio, com apenas oito pontos e duas vitórias, a derrota teve ainda outros dois ingredientes amargos. O gol da partida foi marcado por Alan Mineiro, atacante que foi indicado por Tite para a equipe alvinegra, mas não vingou e foi emprestado para os adversários.
Além disso, o resultado quebrou sequência de nove jogos do Corinthians sem perder na temporada, levando em conta o Paulista e a Copa do Brasil, e foi também a segunda derrota da equipe no Estadual.
Com um time misto em campo, com Camacho e Guilherme na equipe, o time alvinegro mostrou um futebol inferior à Ferroviária.
Aos 20min, Jadson recebeu a bola na pequena área e chutou rasteiro com o pé direito de trivela para fora, por pouco, ao lado da meta adversária. Em outro lance, aos 37, o zagueiro Pablo subiu mais do que a defesa Ferroviária, mas concluiu o lance com uma cabeça fraca, de fácil defesa para o goleiro Tadeu.
Na volta para a segunda etapa, o time do interior voltou com mais energia e tentou se aproveitar dos erros da defesa corintiana. Após roubar a bola de Fagner, Alan Mineiro foi derrubado na entrada da área e sofreu pênalti, logo aos cinco minutos.
O próprio jogador emprestado pelo Corinthians fez a cobrança e errou, acertando a trave. A bola, porém, rebateu e, na volta, esbarrou no goleiro Cássio. Assim, Alan Mineiro aproveitou o rebote e concluiu. O lance provocou reclamação dos corintianos, mas o árbitro Raphael Claus validou o gol.
Na próxima rodada, quinta-feira (23), o Corinthians enfrenta o Red Bull Brasil, em casa, no Itaquerão, às 17h. A Ferroviária, por sua vez, vai a São Bernardo, enfrentar o time da cidade, no Estádio Primeiro de Maio, na quarta-feira (22), às 19h30.
| FOLHAPRESS