OK
Close

Limite de gastos é criticado

Cidades

18/03/2017-20:51:20 Atualizado em 18/03/2017-20:51:12

O professor de economia Amilton Moretto criticou as medidas adotadas pela gestão Michel Temer (PMDB) como a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Teto de Gastos, que limitou os gastos do Orçamento pelos próximos 20 anos. Para ele, as pessoas que tinham alguma renda vinda de programas sociais estão vulneráveis no atual cenário.
"Esse quadro, portanto, cria uma situação que pode favorecer o aumento da criminalidade, já que a ausência de uma perspectiva transforma o delito numa oportunidade de ganho rápido (...) O corte de gastos sociais em âmbito federal vai ter repercussões sobre o plano local e parte das pessoas que no passado recente estavam assistidas pelas políticas de proteção social estarão fora desse 'guarda-chuva', ampliando, dessa forma a parcela da população desassistida e com dificuldades para manter um padrão de vida mínimo", disse.
"Não se pode ter uma visão maniqueísta, já que o fato de estar em dificuldades ou desempregado não torna ninguém um delinquente. Mas quando o desemprego atinge grandes proporções e não há perspectivas de melhorias no ambiente econômico, provavelmente, amplia-se a possibilidade de um maior número de pessoas serem expostas a uma oportunidade de delito e que o mesmo venha a cometê-lo, o que num outro contexto econômico não ocorreria", acrescentou.
| JCK