OK
Close

Vias podem ser fechadas para lazer

Cidades

JOÃO CONRADO KNEIPP AMERICANA | 17/03/2017-00:07:40 Atualizado em 17/03/2017-00:29:32
Arquivo | TODODIA Imagem
AVENIDA BRASIL | Fechamento de trecho ocorreria das 7h às 12h

Um projeto do vereador Paulo Eduardo Dias Junior, o Juninho Dias (PMDB), aprovado na sessão de ontem da Câmara propõe o fechamento de duas das mais importantes avenidas de Americana, aos domingos, para lazer e prática de atividades esportivas.
O projeto do peemedebista pede a interdição da Avenida Brasil, das 7h às 12h, e de parte da Antônio Pinto Duarte, das 7h às 16h, ambas aos domingos. A proposta, aceita em primeira discussão de forma unânime, também propõe o fechamento da Rua Padre Oswaldo Vieira de Andrade, no Jardim Terra América 2, todos os dias da semana para a mesma finalidade.
A princípio, uma faixa de cada pista da Avenida Brasil seria interditada. "Estamos pensando em fazer um trabalho igual existe em Campinas, na Avenida Norte e Sul. Fecha uma mão (pista) e deixa a outra aberta para que possamos dar segurança ao pessoal", explicou Juninho.
Já na Avenida Antônio Pinto Duarte, a intenção é fechar as duas pistas centrais desde o portal da entrada da cidade até a Rua São Paulo. "Queremos fechar da entrada do portal até o primeiro semáforo (Rua São Paulo), para não impedir nenhum carro que irá pro São Vito ou para o (Vila) Bertini".
TERRA AMÉRICA 2
No Jardim Terra América 2, a proposta é fechar a Rua Padre Oswaldo Vieira de Andrade, de segunda a sexta das 16h às 20h, e aos sábados e domingos, das 7h às 12h.
"Lembrando que fica proibido a prática de qualquer atividade física com acessório veicular motorizado. Nada de patinete motorizado, nada de moto (...) Eu vinha estudando esse projeto, fui até o local com secretários, Gama (Guarda Armada Municipal de Americana) também foi ouvida para fazer o projeto (...) Vou ouvir a secretaria de Saúde para que possamos, mensalmente, colocar um pessoal para aferir pressão e ter um bom suporte", explicou o vereador.
A proposta deve ser votada em segunda discussão na próxima semana, e só então seguirá para análise do prefeito Omar Najar (PMDB).