OK
Close

Em quatro anos, 15 novos prédios

Hortolândia

ANDRÉ ROSSIHORTOLÂNDIA | 16/09/2016-21:32:46 Atualizado em 16/09/2016-22:46:51

Em quatro anos, foram construídos 18 empreendimentos residenciais em Hortolândia, sendo 15 condomínios de prédios e três loteamentos de casas. Os dados foram divulgados pela prefeitura.
De acordo com o diretor da Aciah (Associação Comercial e Industrial de Hortolândia) e sócio proprietário da AVM Imóveis, Anderson Cardoso dos Santos, um dos fatores que ajudam a explicar a expansão dos condomínios é a mudança na lei de subdivisão de lotes. A proibição de construir duas casas em um mesmo lote, por exemplo, foi a principal alteração.
"Por questão de organização na cidade, travaram algumas coisas nas subdivisões de lotes. O construtor comprava o lote, dividia, e construía algumas casas. Tinha cliente que construía dez casas de três em três anos. A venda de lotes caiu bastante. Tem lugar (na cidade) que não permite que você compre um lote inteiro, subdivida e faça duas casas. Isso não acontece mais em Hortolândia,", explicou.
Dos Santos aponta ainda que quem está comprando imóveis em condomínios são, em sua maioria, pessoas que desejam residir no local. Não houve, até o momento, um crescimento no número de locações ou revendas desse tipo de imóvel.
"De um empreendimento de 100 apartamentos, a demanda que queira vender ou alugar é de uns 15%. Pode ser que aumente, mas não é expressivo. No geral deve haver entre 20% e 30% desse tipo de imóvel para alugar na cidade. O pessoal está pagando como moradia nova mesmo, com o objetivo de residir. O futuro vai depender da situação da crise, do emprego, e de como isso afetará o nosso setor", comentou.
A mudança de aspecto visual da cidade é visível, segundo o diretor da Aciah. "De 15 anos para cá mudou bastante, especialmente em regiões que tem uma estrutura melhor".