OK
Close

1º transplante cardíaco em criança

Cidades

RODRIGO ALONSO CAMPINAS | 06/08/2016-00:51:05 Atualizado em 06/08/2016-00:51:00
Divulgação
UNICAMP | Paciente não podia mais ser tratada com remédios

O HC (Hospital das Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) realizou seu primeiro transplante cardíaco em uma criança. A cirurgia ocorreu na semana passada. A paciente é uma menina de 11 anos, que tinha insuficiência cardíaca refratária grave desde os 3 anos de idade. Ela mora em Jundiaí.
Segundo o hospital, a cardiologista pediátrica Ana Paula Damiano considerou que não havia mais possibilidades de tratamento com medicamentos. A instituição informou que, caso a criança não recebesse um novo coração, a probabilidade de óbito era de 75% em 18 meses.
Ainda de acordo com o HC, quando a unidade recebeu a informação sobre um coração disponível para a menina, movimentou uma equipe de cirurgiões cardíacos para os procedimentos cirúrgicos.
Os profissionais Carlos Fernando Ramos Lavagnoli e Elaine Soraya Barbosa de Severino fizeram a captação do coração em São Paulo, enquanto Karlos Alexandre de Sousa Vilarinho, Pedro Paulo Martins de Oliveira e o médico residente Felipe Augusto da Silva Souza realizavam os preparativos da criança no HC.
PROCESSO RÁPIDO
De acordo com o hospital, o coração tem apenas quatro horas de vida útil fora do corpo humano. "Entre a notificação sobre a disponibilidade do órgão, a saída da equipe para São Paulo e a finalização da cirurgia com o coração batendo, foram 13 horas de atividades contínuas. Foi um sucesso", salientou Oliveira.