OK
Close

Exposição relembra ligação da cidade com vila operária

TODODIA Express

ANDRÉ ROSSI AMERICANA | 26/08/2016-22:41:42 Atualizado em 26/08/2016-22:44:30
Divulgação
TRADIÇÃO E RIVALIDADE | Rusgas entre Americana e antiga vila são relatadas

Iniciada em 5 de agosto, a exposição "Americana e Carioba: 141 anos de história" faz parte das comemorações do aniversário da cidade, que é celebrado hoje. Montada como parte do acervo histórico do Museu do Salto Grande, a exposição ocorre na Casa de Cultura Herman Muller, prédio centenário que também faz parte da história de Carioba. Uma das curiosidades é a rivalidade entre Americana e a antiga Vila Carioba (hoje bairro). "Havia essa rivalidade em várias coisas. Carioba foi o primeiro bairro do Brasil a ser asfaltado, por exemplo. Então eles (moradores de Carioba) chamavam o pessoal de Americana de pé vermelho", contou Elizabete Carla Guedes, administradora da Casa Herman Muller .
Foram montadas salas temáticas no térreo e no andar superior do local com pôsteres históricos e diversas fotos da cidade e de Carioba. O ano de 1875 marca a fundação de Americana, em 27 de agosto, e também a inauguração das fábricas de tecidos entre os rios Quilombo e Piracicaba, que originaram a Vila Carioba. Posteriormente, o local se tornou um importante núcleo industrial e populacional de Americana.
De acordo com Elizabete, as visitas à exposição contam com o acompanhamento de monitores para explicar as origens de Carioba e sua importância para Americana. "As duas se desenvolveram praticamente juntas, mas é Carioba quem dá aquela expansão têxtil na cidade", comentou.
A própria Casa Hermann Muller fez parte do desenvolvimento daquela região. Em 1901, a família Muller adquiriu a Fábrica de Tecidos Carioba e começou um processo de ampliação da vila operária. O atual centro cultural foi idealizado pelo próprio Hermann Muller e construído em 1909.
A exposição pode ser visitada até o dia dois de setembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. O endereço é Avenida Carioba, 2001, em Carioba. A entrada é franca.