OK
Close

Empresa assume limpeza e recupera a cidade

TODODIA Express

ANDRÉ ROSSI AMERICANA | 26/08/2016-22:41:29 Atualizado em 26/08/2016-22:44:00

A empresa MB Engenharia e Meio Ambiente, de São Paulo, assumiu em abril deste ano a coleta domiciliar de resíduos, varrição de ruas e manutenção de áreas verdes em Americana. Contratada de forma emergencial, a equipe é formada por 170 funcionários e conseguiu, em três meses, recuperar os pontos com acúmulo de lixo e sujeira, podendo estabelecer uma rotina de manutenção.
De acordo com o diretor da MB, Maurício Bisordi, o plano de trabalho foi desenvolvido de acordo com a demanda de cada setor. Em 30 dias, os pontos mais críticos para coleta domiciliar e varrição de ruas foram resolvidos. Já no caso da manutenção de áreas verdes, foram necessários 90 dias devido ao grande volume de trabalho.
"Foi onde tivemos maior dificuldade, porque o serviço não estava sendo feito há vários meses. Encontramos locais com mato muito alto, plantas invasoras, lixo no meio do canteiro. Em 90 dias conseguimos estabilizar as áreas e já estamos voltando a elas para roçar e capinar novamente", contou Bisordi.
O empresário afirmou que orienta os funcionários a ouvir a opinião da população sobre os trabalhos realizados. O retorno tem sido positivo, segundo ele. "Tivemos um ótimo retorno da população sobre a assiduidade, qualidade do serviço. Apesar de alguns dos serviços terem que ser feitos de forma dinâmica, a gente orienta os funcionários a serem caprichosos. Não precisa ter pressa, vamos conquistar pela qualidade", disse.
O contrato emergencial, de seis meses, termina em outubro. A empresa confirmou que disputará a licitação que será aberta posteriormente para continuar atuando na cidade.
PISTA DE CAMINHADA
Alvo de críticas, a pista de caminhada da Avenida Estados Unidos, no Parque das Nações, foi um dos pontos atendidos pela MB Engenharia. Diversos trechos ao longo da via estavam tomados por mato alto e lixo.
As melhorias foram percebidas pelo aposentado Jair Loureiro, 57, que mora no bairro e costuma fazer caminhada na pista. "A beirada era tomada de mato, muito mato. Ultimamente melhorou bastante. Roçaram e estão mantendo aparado. É bom porque dá bastante gente lá (para caminhar), tanto de manhã quanto a tarde", comentou.
A administradora Márcia Oliveira, 34, também vai até a pista para se exercitar. "O bom é que não precisamos mais ficar desviando do lixo ou passar roçando no mato. Estava bem complicado antes".