OK
Close

Garota de 19 anos é morta na frente da própria casa

Polícia

ARTHUR MENICUCCI COSMÓPOLIS | 09/06/2016-22:08:38 Atualizado em 09/06/2016-22:08:03

Mayara Guimarães Braga, 19, foi morta em frente à casa onde morava, em Cosmópolis, após levar um tiro na cabeça enquanto conversava com um amigo, S.M.S., 26, na noite de anteontem. O rapaz foi atingido nas costas por dois disparos e estava internado no Hospital de Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) ontem. Ninguém foi preso e a Polícia Civil suspeita de crime passional.
O crime ocorreu por volta de 23h, no Parque Dona Esther. A Polícia Civil informou que os dois estavam conversando quando uma motocicleta preta, com duas pessoas, passou e o atirador realizou três disparos. Um acertou a região frontal da cabeça de Mayara e os outros dois as costas do amigo.
Os familiares da vítima, que estavam dentro da casa, ouviram os disparos e acionaram a PM (Polícia Militar). Mayara foi atendida por uma ambulância municipal, mas morreu no local. Já S. foi encaminhado ao PS (Pronto-socorro) de Cosmópolis e seguiu para a Unicamp. Ele não corria risco de morte, segundo a Polícia Civil.
Para os policiais, uma irmã da jovem relatou que um homem passou com uma moto preta, pouco antes do crime, na casa da família e perguntou por Mayara.
Segundo o investigador Irineu Alves Barbosa, a linha de investigação é de crime passional. Ele disse que os dois amigos eram alvos do homicídio, já que só foram disparados três tiros e o rapaz levou dois. "Acreditamos que seria ela o alvo, mas ele também foi baleado e, se for seguido essa linha de crime passional, ele seria alvo também", aponta.
Ele afirmou que foram ouvidos ontem um possível namorado da vítima e outro um parente.