OK
Close

Manutenção é arma mais eficaz

TODODIA Express

ARTHUR MENICUCCIREGIÃO | 30/05/2016-20:49:14 Atualizado em 30/05/2016-20:55:55
Arquivo | TODODIA Imagem
INCÊNDIO | Condomínio em Hortolândia foi alvo de fogo

Dar manutenção e reformar o sistema elétrico e de gás dos condomínios é a principal arma para prevenção de incêndios, aponta o proprietário da MR Incêndios, Mário Renato Pereira da Silva. Além disso, manter os equipamentos de combate ao fogo dentro da validade e ter equipe de brigada treinada é obrigatório para todos os empreendimentos, segundo o Corpo de Bombeiros.
Em 10 de maio, um incêndio atingiu um apartamento do CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) da Vila São Pedro, em Hortolândia, e causou pânico entre os moradores. Um homem de 65 anos sofreu queimaduras de primeiro e segundo grau. O fogo não se alastrou para casas vizinhas, já que a PM (Polícia Militar) conseguiu contê-lo, mas os policiais constataram que um extintor estava vencido.
Segundo a moradora Maria Inês Oliveira, 47, depois de 15 dias do acidente, nada mudou no cotidiano do condomínio. Questionada se há brigada de incêndio no empreendimento, a mulher informou que nunca ouviu falar disso. "Aqui é bastante seguro. Acho que poderia acontecer em qualquer lugar", argumenta a moradora, que mora em uma torre ao lado da que teve um apartamento destruído pelo fogo.
Na época, o CDHU informou que a manutenção e recarga dos extintores é responsabilidade do condomínio.
A síndica, Lílian Caroline de Souza Ferreira, afirmou que o equipamento estava vencido por conta da falta de dinheiro para trocá-lo, já que a inadimplência dos condôminos é alta. Segundo ela, porém, a situação foi resolvida após o incêndio e agora todos os extintores estão com a validade renovada.
OBRIGAÇÕES
Segundo Pereira da Silva, que tem dez anos de experiência na área, qualquer condomínio é obrigado a ter extintor, iluminação de emergência, brigada de incêndio (treinamento do pessoal para qualificá-los no combate ao incêndio) e a parte de sinalização. "O prédio a partir de quatro pavimentos deve ter um sistema de hidrantes, aquelas caixa vermelhas com mangueira e bomba de incêndio, também", aponta.
"O que mais dá problema nesse tipo de caso é a parte elétrica. Se o prédio é um pouco mais velho, às vezes nem tem central de gás, cada apartamento tem seu botijão. O ponto mais forte, hoje, para evitar incêndios, seria parte da elétrica e gás", aponta. Ele diz, ainda, que o ponto mais importante é evitar que a parte elétrica e de gás fique muito envelhecida.